TEME O DIABO

o-corpo-e-a-morada-do-diabo

Teme o Diabo todo aquele que não tem forças para combater seu lado negativo.
Teme o Diabo todo aquele que não procura compreender do porquê sua existência.
Teme o Diabo todo aquele que sabe ter errado, mas seu egoísmo lhe impede de assumir.
Teme o Diabo todo aquele que vive além do que lhe é seu, e não sabe viver sem aquilo.
Teme o Diabo todo aquele que não procura outras razões para viver no receio de ser punido.
Teme o Diabo todo aquele que não se arrisca em possibilidades interiores.
Teme o Diabo todo aquele que no receio de ser excluído da salvação nada faz para seu crescimento.
Teme o Diabo todo aquele que acumula poder, acreditando que isto o ajudará na hora da passagem.
Teme o Diabo todo aquele que sufoca opiniões alheias, e não aceita críticas, mesmo construtivas.
Teme o Diabo todo aquele que vai além do que é permitido e vive no receio de não chegar onde quer.
Teme o Diabo todo aquele que ora diuturnamente para Deus.
Teme o Diabo todo aquele que não vê futuro em sua vida, mas também não procura melhora-la.
Teme o Diabo todo aquele que dúvida de si, de seus dons e qualidades.
Teme o Diabo todo aquele que não aceitar outro ensinamento que não o apregoado pela religião que segue.
Teme o Diabo todo aquele que se vigia e se pune por acreditar estar errado, pois foi isso que lhe disseram.
Teme o Diabo todo aquele que acredita ele existir unicamente para ser nosso algoz.
Teme o Diabo todo aquele que não enfrenta seus medos, e na procura de soluciona-los o coloca como único culpado.
Teme o Diabo todo aquele que o rejeita, mas cita seu nome todos os momentos.
Teme o Diabo todo aquele que não tem forças para combater seu lado ruim latente.

O INEXISTENTE COMO DESCULPA AOS NOSSOS ERROS

diabo_thumb[1]

O Diabo em nós existe para nosso crescimento; para que entendamos, exponhamos e eliminemos tudo que ruim somos, através de verbalizações, atos físicos, ou pensamentos. Para que tenhamos a evolução que procuramos; e voltemos puros ao Criador; que se tornará também mais puro.

Este ser de mil faces, mas inexistente se desejarmos, nada pode fazer contra nós, porque a decisão é sempre nossa em evoluir através da cruz mais pesada do que podemos suportar; ou da luta interior em domina-lo com sabedoria, sem maltratar o universo externo e todos que ao nosso lado estão e nada tem com esta guerra interior.

Ele é essencial, porem não necessariamente prejudicial; pois isto só se formos fracos em determinar o certo ou errado; nos mostra os pontos vantajosos e que nos seduzirá, a procura em nós da fraqueza dos pecados capitais.

Ele somos nós, sempre e nunca diferente disto, porque não tem poder, mas nós temos fraquezas, e estas fazem seu papel, criam o inexistente para que sejamos maltratados por nós mesmos, na crença de que somos incapazes da evolução a que nos propusemos.

Vá além do que imagina possa Ele governar e verá que lá não está; vasculhe em si e fora de si com seriedade e não o encontrará; porem tenha receio da vida no mais tolo dos motivos e Ele surgirá forte e invencível, virá para confundir, destruir e eliminar as conquistas até então adquiridas.

Se resguarde em bons pensamentos, em verdades conferidas, em realidades sérias e na fé de tudo que saiba sobre quem habita em ti; e jamais será atordoado por conta de um misterioso que se faz anjo do mal, mas é nosso interior desequilibrado emocional, e nós em nossa incerteza das verdades procuramos dar vida a Ele, para não assumir erros ou incapacidades.

Tudo vem do intimo; o receio, medo, frustração, ódio, rancor e malgrado da própria vida, que costumamos dar a este o nome de Demônio, Diabo e Satanás; quando em verdade se chama ego exacerbado, que não encontra respaldo neste mundo mas tem de se firmar, faz parte de seu carma, de sua índole mais profunda.

Lidar ou liquidar Este só com muitas encarnações, com sabedoria adquirida a muito custo e entendimento de quem deve ser nosso diligente intimo; em caso contrario cada vez mais fundo se vai além do chamado inferno encarnado, até que fiquemos frente a nós “monstro” e passemos a lutar violentamente para não ser mais um nas garras deste que não existe, mas quer nos sucumbir.

O nosso lado negativo que não deve ser eliminado, mas sabiamente utilizado em nosso crescimento espiritual.

O DEMÔNIO NÃO EXISTE, MAS…

10150626_269407623220513_1493374712_n

O Demônio se traveste para nos enganar, para nos entregarmos a belos e sinceros sorrisos que são armadilha a nos prejudicar.

O Demônio se traveste de bondosa senhora que com suas mãos macias acaricia e nos deseja o mal que ela tem na vida, o sofrimento que teve e quer desejar a todos que são felizes, para que ela se sinta bem.

O Diabo se traveste de bondoso aposentado que leva os netos a passear no parque compra-lhes guloseimas e dá veneno aos gatos que lhe atormentam a noite com seus miados irritantes.

Travesti-se em pai de família que mantém todo o bem estar e conforto, porem trai a mulher e os filhos em seus pensamentos quando cansado de trabalhar para eles lhes deseja que desapareçam de suas vidas, e culmina com a separação do casal.

O Capeta se traveste do que desejar seu criador, se transforma em bela dama a seduzir senhores de bondade e carentes de amor verdadeiro e lhes tira os bens financeiros.

O Diabo se traveste do que desejar para seu intento, porem a índole de quem o mantêm é essencial, é imprescindível para que o poder do Demônio seja grande, para que ele possa usufruir de tudo que deseja, ou de tudo que seu criador assim quer.

O Demônio não existe enquanto não nos entregarmos em desejos não cabíveis, o Diabo não existe enquanto formos sinceros com nosso coração e nosso Deus.

Satanás não existe enquanto mantivermos nossa moral e amor ao próximo e aos animais intactos.

As peripécias do mostro dos infernos são infindáveis, artimanhas que são manipuladas em seus criadores para que as vitimas se tornam presas fáceis em lágrimas e dores emocionais que não existem.

O Demônio, Diabo Satanás só existem em nós, e só passam a nos prejudicar se pedirmos sua ajuda, porque sua ajuda já é nosso prejuízo, já é nossa perda de moral, de amor ao próximo, de amor e descrédito a Deus, mesmo que gritemos aos ventos que o amamos.

JESUS EXPLICA O EVANGELHO. parte 1

bnuigfvu

Dou minha paz, pois que o homem não conhece a verdadeira paz, a que deve redimir e não fazer justiça; a que deve fazer o homem crescer no bem e não se aprimorar para se defender do mal.
Dou minha paz porque o homem não entende de verdade o que é a paz, e que a guerra nem sempre é para conquista-la, e sim para impor mais valores individuais àqueles que não querem nestes valores acreditar ou pregar.
Minha paz é verdadeira, é sincera e eterna; a do homem é impura, é baseada no antagonismo, na superação de uma raça sobre outra, e nos valores monetários que se consegue quando do adquirir esta paz.
Dou a minha paz, porem ela não será compreendida nem aceita por não agradar aos que governam o mundo.
Venho para colocar pai contra filho, e filha contra mãe; porque embora seja minha missão unicamente de pregar o amor, tenho que muitos são maltratados no seio familiar por não serem aceitos como espíritos em grande evolução, e que no contatar os invisíveis amigos, são colocados como doentes mentais, como possuídos pelo maligno ser que não existe em corpo individual.
Trago a paz, mas também a discórdia para que todos que tenham sua missão espiritual realizem a revolução para o crescimento da humanidade, para a sabedoria poder ser desvelada e crescer para a gloria de seus próprios espíritos.
Aos talentos que foram distribuídos, tenho que cada um deve multiplicar o que lhe foi dado, o que lhe foi colocado como missão cármica ou de evolução, quanto mais talentos devolverdes ao Senhor; maior será sua recompensa junto ao Pai; porem se nenhum talento a mais arrecadar o que tens em Dharma lhe será retirado, ficando assim com menos do que tinha.
Os talentos não são recompensas, são obrigações, e como tal têm de ser multiplicados para que demonstre ao Criador que sois merecedor da vida eterna.
Não deves então ignorar o chamado vocacional de bem estar à humanidade, que seja uma só pessoa, é caridade que salva em todos os sentidos, muito mais que orar ao Pai é cuidar de sua prole.
Aos apedrejados que injustamente são; digo que sofrem por crer em mim, e em meus ensinamentos; sois contra as leis do mundo por serem estas errôneas desde o inicio, e o apedrejamento sempre é feito por quem tem mais culpa que a vitima; as ofensas devem ser perdoadas por não entenderem do que se trata, os ensinamentos que tiver e puder repassar serão bem vindos aos ouvidos que se abrirem em amor a verdade que é absoluta, e será esta um dia colocada na mesa para a ceia dos que merecerem.

Lucifer

1.-Archangel-Lucifer

Grande senhor das trevas onde todos estão, somos nossos próprios prisioneiros e não queremos sair, esta é a grande verdade, nas trevas que estamos e não reconhecemos a luz, e não a seguimos por não aceita-la.
Grande senhor das trevas, temido por ignorantes que o negam, mas não sabem que isto é amor escondido; este és tu, sábio e irreverente porque nos leva ao que precisamos; o crescimento espiritual através da pesada cruz.
Grande senhor das trevas, que no oculto da nossa escuridão nos deixa temer sua presença, mesmo que nada má; sois um ordenado do divino para este propósito; oculta-se para ser procurado, mas quem o procura é só quem quer ser iluminado.
Grande senhor das trevas, que nos pune com nossos próprios medos, que nos abriga dos perigos se nos é permitido, tu não és mal, mas nos faz sofrer para nosso próprio bem; tu és amaldiçoado por aqueles que o teme, mas ao temê-lo se aproximam mais do real dono dos infernos.
Grande senhor das trevas em que estamos todos nós, peregrinando pecados pretéritos, nas horas de aflição pedimos a Deus para insanamente nos livras de ti; como se tu fosses nosso carrasco; ignorância humana achar que um designado divino nos faria mal, ignorância humana culpar outrem por sofrimentos causados por si mesmo.
Grande senhor das trevas, mesmo na adversidade de vossa sagrada missão olhe por nós, para nos colocar os reais obstáculos que nos fará crescer, que nos dará a escada imaginaria e segura para subir até o Pai.
Grande senhor das trevas, tu és grande culpado, o demônio mesmo, mas no fundo sabemos, tu és o anjo Lúcifer, o portador da luz.

Esta pequena dissertação é para que se saiba de uma verdade, é inconcebível achar que alguém com um nome tão nobre e belo como “O portador da luz” seja comparado ou tenha a alcunha de Demônio, Diabo ou outro apelido tão degradado.
Deus em sabedoria plena deu a um de seus anjos; talvez o mais capacitado uma missão; fazer diversos anjos pecadores ou em decadência moral virem a este plano para purgarem suas falhas; e após todo sofrimento necessário que passassem pudessem voltar à presença Dele.
Tal figura tão temida por ser mal compreendida será em verdade o que sentaria a esquerda do Pai?
Jesus à direita e este à esquerda?
Jesus, o Cristo é a verdade e a vida, e Lúcifer a mentira e a morte; aqueles que conseguissem a vida seriam protegidos e acompanhados pelo Cristo, que estaria a seu lado na subida até o Pai; aqueles que preferem a morte ficariam a mercê da sabedoria de Lúcifer, para sofrerem até perceberem que a verdade é outra.

Este plano nunca foi o paraíso, ele seria mais comparado ao inferno, porém não devemos aqui compará-lo a tal lugar; o inferno está dentro da cabeça de cada ser humano, visto que pessoas mal situadas na vida financeiramente podem estar em paz com o mundo, seu mundo interior e consequentemente o mundo exterior; por outro lado pessoas financeiramente prósperas podem estar vivendo num inferno interior, por causa de suas duvidas emocionais ou religiosas; muitas vezes carmas complicados exigem das pessoas compreensão da vida, mas esta, por revolta ou falta de crença chutam ferozmente tais necessidades espirituais e acabam por sofrer este golpe em si mesmo.
Lúcifer, como o nome diz, o portador da luz, é quem transporta e tenta colocar a luz para os sofredores, faz com que estes, nos momentos de angustia olhem para luz; ele seria um carrasco do bem, aquele que tenta atender aos necessitados da maneira mais útil para este crescimento, apesar do sofrimento impingido a estes espíritos.
Lúcifer é benevolente, auxilia no peso a carregar, evitando que emocionalmente tais cruzes pesem demais.
Quando alguém desiste desta cruz através de um desencarne proposital, esta baixa é cobrada de seu executor de maneira ferrenha, pois foi lhe dada à oportunidade de crescer numa encarnação de provação, e este amaldiçoou sua existência cometendo suicídio, então muitas leis foram quebradas, e sua própria assinatura digamos, foi mentirosa, e fez o que provavelmente não tinha combinado, então a cobrança é fatal e dura.
Lúcifer em verdade não é nenhum monstro como se apregoa, ele é um anjo cumpridor de um desejo divino; realizando para o Criador a purgação; que é necessária à interação astral com o Pai.

Deus não criou o Diabo.

w00052

De Deus tudo vem; tudo foi criado, e o que dele não vem não é perfeito, não é verdadeiro.
Tudo que se origina de forma divina é sábio, e o que colocamos como verdadeiro é falsidade a nosso bem estar, é malogro em nossa tentativa de ser perfeito e não conseguir.
Uma das criações é o Diabo, o Demônio, Satanás; criação que não vem de Deus, porque ele não faria de tal criatura pura imperfeição, inútil gasto de sabedoria apenas para burlar suas leis.
Esta criatura é originária da mente dos que em sede de perfeição e não aceitando a evolução através da involução, colocam seus pecados, seus desejos mesquinhos, suas falsas virtudes em costas que não existem, pois se Deus é só virtude, e alguém tem de ser culpado por estas falhas humanas, e nesta necessidade o ser vivente não mais conseguiu solucionar suas carências de conhecimento profundo em relação a Deus, não se deu conta que sua incapacidade financeira amorosa e até emocional são de sua responsabilidade, por este motivo lhe foi dado o livre arbítrio, e na vontade de progredir sem se martirizar com todos seus problemas; os colocou como culpa do ser inexistente, o lado obscuro de si, que em verdade é sua cruz a pagar na encarnação atual, para que outro leve a culpa.
O Diabo foi criado com esta finalidade, porem o ser humano lhe deu tanto poder, colocou tantas culpas não resolvidas nas costas deste, que ele assumiu o controle dos que não tem nada de bom a mostrar; e o transformou em um ser humano que só vive com suas ideias de maldade, com seus pecados e erros, acreditando muitas vezes que está no caminho do bem, orando a Deus e amaldiçoando o Diabo; citando este de boca cheia, “DIABO”, não sabendo que mais e mais seu lado negativo que Deus lhe deu para descobrir de suas falhas e sana-las, vai lhe usurpando o divino lado, e desta forma não se sente dominado pelo Diabo, mas sim contra ele, porem este, não existindo lhe dá a ideia de que Deus está a seu lado, indo cada vez mais longe em seus ideais “divinos” porem espalhando mais e mais a ideologia da existência do Demônio, Satanás.
Somos tolos em acreditar na existência deste, mas sim de pessoas que despejam suas insanidades maldosas pelo universo, a procura de ser aguem, pois o lado divino que neles existe se sentem inferiores por conta de seu carma.
Apoiam então o lado negativo que sustentam; que lhes é bem forte para procurarem se encontrar; se tornam pessoas sérias, defensoras, mas se unem a seu lado negro de ser vivente, se unem ao que não existe; lhe da um nome e poderes sobre sua vida.
Procuremos então entender de nossas falhas, nossos erros e pecados, como sendo nossa própria culpa, e tudo irá mudar radicalmente em nossa vida, assumamos sermos imperfeitos, primeiro passo a perfeição.
Passemos a ser honesto, primeiro passo ao não pecado.
E passemos a ser humilde; primeiro passo em direção a sentir-se filho do Criador.