A LINGUAGEM OCULTA

1000360_644922618893557_1052495357_n

Ó obscuridade pragmática que em nossa mente obtusa, por culpa nossa está a fazer-nos pensar incessantemente no que estamos a todo dia cometer; nas atrocidades que mesmo sem notar, sem se conter executamos; nas formas loucas e insanas de levar o que achamos natural e correto; na maneira obscura que pensamos do ente ao lado, parente ou não, no irmão que encarnado está a sofrer; sem ao mesmo saber se é de sua cruz mesmo, que sem levar a cabo suas vontades é declinado de seus desejos e necessidades, proibido de dizer, de fazer, de entender e de estudar para assim melhorar.

Ó praticidade de nada se fazer para melhorar, apenas levar o que nossos pobres sentidos nos fazem crer no que viemos apenas entender; de forma falha que somos perfeitos às nossas vistas, pois que de um astral superior estamos a nos encontrar em nas próprias debilidades de entendimento e sabedoria, que estamos a refrear emoções impuras que nos envenenam a mente com informações, que muitas vezes passam desapercebidas do entendimento; a insana realidade de um dia após outro, em que não se entende plenamente este dia nem o porquê de outro diferente e estranho; o porquê de vivenciar muitas pessoas e mentes invisíveis a bombardear-nos com energias impuras de pensamento, que nos enfraquece neste tom de agir, neste tom de sobreviver.

É estar mergulhado nas energias proféticas de uma sabedoria que não conseguimos ouvir; e tentar sobreviver sem nada ver, sem nada sentir, sem nada querer conduzir, por não entender o que se está a fazer neste mundo.

É a linguagem complexa do mestre a nos intimidar para melhor poder entendê-lo.

O QUE É OCULTISMO?

WIN_20140220_141715

A própria palavra sugere ocultar, ou esconder algo que deve ser preservado.
A sabedoria mais profunda é de difícil compreensão, porém de fácil acesso, quando se oculta algo, se quer deixar exposto, mas de difícil compreensão.
Aí surge o hermetismo ético; palavra derivada do nome Hermes Trimegistos, nome dado também a Enock, terceiro filho de Adão.
Então temos Adão como princípio espiritual, Eva como princípio material, Caim como o mal porque matou Abel, este como o bem pela morte sofrida e Enock como a sabedoria de todo este conhecimento, e que em seus versos descreve o ocultismo prático, ou o hermetismo ético; ou como lidar corretamente com forças ocultas deste plano.

As forças ocultas existem; marés, ventos que sopram em uma única direção, plantas que florescem somente em um período, o sol que vai até o trópico de capricórnio e depois o de câncer, a lua e sua influência sobre mulheres grávidas, que na lua cheia é verificado maior número de nascimentos; tudo isto e muito mais são comprovações das energias atuantes neste plano.

Na prática o ocultismo é algo simples e básico; utilizar destas forças de maneira sábia sem confrontar as leis divinas com magia negra; pois a branca e a negra se fazem da mesma forma, o ponto de divergência é a cabeça de seu manipulador.

O processo de uma oferenda é simples de dizer, porém complexo de entender.
Uma oferenda é um objeto, uma vela, uma oração; mas se não for direcionado corretamente, cairá no esquecimento astral, ou seja, não terá utilidade para o que se propôs pedir.

Tudo no plano astral acontece primeiro; como que se lá houvesse a coxia de um teatro; prepara-se o acontecimento para que na hora correta este se desenrole neste palco.
No plano astral tudo existe e tudo acontece; desta forma temos sonhos premonitórios e pode-se através de oráculos saber algo do futuro; se este puder ser mudado ou se houver capacidade e humildade de quem manipula o oráculo.
Ao perceber que algo errado pode acontecer; ou mesmo se desejar concretizar um plano, o operador faz uma oração, meditação, pensamento positivo ou outra forma de gerar energia orientada ao astral.

Estas forças criadas como que subissem um patamar, chegam ao plano astral e manipulam forças lá existentes, claro dentro das possibilidades cármicas de quem pediu; havendo respaldo moral para o acontecimento, lá é feita a mudança dos planos já engendrados, para que se atinjam as vontades do solicitante.
Em casos de impossibilidade de algo, o pedido quando aceito, pode ao menos amenizar o sofrimento se este for o caso; mudar carma nenhuma oferenda consegue; o que realiza quando pode é amenizar o acontecimento, ou dar forças para que se possa passar por aquele sofrimento.
Com oferendas materiais ocorre algo mais completo; os objetos “perecíveis” ao se deteriorarem, ou se queimarem têm suas energias vitais transportadas para o ar, o nada, o céu; e vão a outro plano astral; ao se concentrar nestes objetos que estarão em decomposição, suas energias ou pedidos, se fundirão a estes, indo para o plano astral e lá se dividindo, aí procurando realizar o que foi desejado.

Algumas religiões usam objetos perecíveis porque assim entraria também no fator devolver à natureza o que de lá foi tirado, levando assim à natureza etérea nossos desejos.
Viver bem é viver sob uma realidade ocultista saudável, e saber que existe um plano onde tudo acontece primeiro, e que de alguma forma se está o tempo todo manipulando estas energias; infelizmente a maioria das pessoas as manipulam em direção contraria; seria a suástica de Hitler que gerava energia negativa.

Trabalhando com uma esvástiva se pode perceber acontecimentos positivos em nossa vida.

Nós somos energia condensada como dizia a formula de Einstein, energia ativa sempre, através das células que nunca param, então podemos usar desta energia que somos, para gerar acontecimentos que nos agradem, que nos faça bem.
Porém milhares de anos nos separam desta perfeição; milhares de anos nos colocam em total abandono de nossas capacidades extra-sensoriais.
Quando Deus expulsou Adão e Eva do paraíso colocou que não mais poderiam se utilizar deste poder para realizar acontecimentos, teriam que trabalhar seu lado emocional para estes eventos.
Pior ficou quando Deus disse a Noé após o dilúvio que teriam que conversar com os anjos e não mais com Ele.
Neste ponto chegamos a ter de conversar com elementais da Natureza para que estes levem a Deus nossos pedidos; e oremos para coisa não piorar; pois quando estes elementais fecharem os ouvidos aos nossos resmungões cotidianos estaremos perdidos.

Todo ser vivente é um mago, o que manipula energias, seja em oferendas e pedidos ao astral, ou transformando milho em bolo; na culinária algo curioso acontece, ao manipularmos alimentos, estes ficam impregnados da energia de quem os manuseou; não é difícil um bolo não crescer nas mãos de um, mas crescer nas mãos de outro.
É possível também alterar o humor de alguém através do alimento; a pessoa trabalha este alimento; mas alguém sensível se sente mal, pois ele foi impregnado de emoções negativas; isto é o que acontece ao fazer magia com alimentos com fins de prejuízo a quem comê-los.
Felizmente todos têm um anjo da guarda, e este existe para que inocentes não sejam prejudicados.

Ocultismo é isto, o lado não compreendido das coisas, e que por bem devem continuar oculto para não serem deturpados; claro que existem formas poderosas e infalíveis de manipular estas energias, mas só estão acessíveis aos magos que compreendem também os riscos destas demandas; um mago branco nunca iria manipulá-las para o mal; sabe o preço a pagar.

Quanto ao mago negro; este tem poderes limitados, e um dia a divina providência o colocará diante de um mago branco; que mesmo tendo poderes menores, sua proteção é maior.

Tudo aqui é energia condensada ou não; um dia houve o Big-Bang de onde tudo surgiu, e outro dia outro Big-Bang haverá, pois, este plano de energias pesadas não mais terá utilidade para o crescimento espiritual.

O trabalho sujo.

adolf-hitler-08

Consciência de quem somos, do que somos e para que viemos? É o que aprendemos em nossa infância e adolescência, para na adulta idade sabermos o que em nós, em nosso universo e se for do desejo do ser Maior, o que devemos modificar no universo externo.
Somos trabalhadores sempre, na labuta do crescimento individual e coletivo, galgando patamares em nossa espiritualidade ou decrescendo nesta mesma escala, que será um dia, muitas encarnações a frente entendido como o declínio para superação de defeitos e falhas sérias humanas ou divinas.
Somos seres em constante ascensão mesmo neste declínio; pois estamos aprendendo as verdades reais das sabedorias divinas, e neste decair entenderemos o que o submundo matéria é, e o que devemos eliminar em nós; em dado momento deste declínio, veremos o que nos aterroriza, por mais tenebrosos e negros seres em espiritualidade que possamos ser; nossa visão se aterrorizará de alguma verdade, e se formos duros o suficiente para nada temermos, desceremos mais e mais até encontrarmos nosso próprio carrasco de cobranças, nossas verdades vistas por nós; a visão mais aterradora que qualquer espírito pode vislumbrar; seus próprios erros e falhas, vistas com olhos angelicais que são de nosso espírito, e neste sucumbir de realidades, entendemos que não é assim que se vive neste plano, não é assim que se convive com outros iguais, e emergimos; prestes a pagar o mais rápido possível estes erros todos, muitas vezes adquirindo cargos importantes, mas com a função de punir os também errados como nós, somos vingativos da verdade, pagamos por estes erros também, porem sabemos que estamos errando e teremos de pagar, porem será uma forma de resgatar também tantos e negros erros do passado, desta forma os grandes monstros da humanidade se fazem vitoriosos por bom tempo, mas caem, não nesta vida, porque não devem sofrer neste período, e sim em outro, onde serão procurados pelas orbes inferiores para estas pagas.
São os monstros que dizimaram muitas vezes parte da humanidade, que tinham este propósito quando de seu nascimento, que tinham aval superior para isto, o de colocar em holocausto pessoas que tinham seus carmas comprometidos, que tinham seus futuros carmas amarrados a negros momentos do passado, e deveriam, mesmo sem parecer necessário, passar por terrível sacrifico e até morte.
Quanto aos algozes poderosos, estão cumprindo o combinado quando no fundo do posso do desespero, no real inferno, a promessa de punir carmicamente estes errados, e sua paga seria ver e se sujar com seus sangues, muito sangue, muitas pessoas, porem será para o beneficio de ambos na visão cármica.
O redimir rapidamente estes criminosos cármicos, assim como o carrasco que com permissão divina fez o trabalho sujo do mundo, limpar a divina verdade, e salvaguardar até mesmo estes errantes cármicos, colocando-os o mais rápido entre os anjos a serem redimidos.

Lucifer

1.-Archangel-Lucifer

Grande senhor das trevas onde todos estão, somos nossos próprios prisioneiros e não queremos sair, esta é a grande verdade, nas trevas que estamos e não reconhecemos a luz, e não a seguimos por não aceita-la.
Grande senhor das trevas, temido por ignorantes que o negam, mas não sabem que isto é amor escondido; este és tu, sábio e irreverente porque nos leva ao que precisamos; o crescimento espiritual através da pesada cruz.
Grande senhor das trevas, que no oculto da nossa escuridão nos deixa temer sua presença, mesmo que nada má; sois um ordenado do divino para este propósito; oculta-se para ser procurado, mas quem o procura é só quem quer ser iluminado.
Grande senhor das trevas, que nos pune com nossos próprios medos, que nos abriga dos perigos se nos é permitido, tu não és mal, mas nos faz sofrer para nosso próprio bem; tu és amaldiçoado por aqueles que o teme, mas ao temê-lo se aproximam mais do real dono dos infernos.
Grande senhor das trevas em que estamos todos nós, peregrinando pecados pretéritos, nas horas de aflição pedimos a Deus para insanamente nos livras de ti; como se tu fosses nosso carrasco; ignorância humana achar que um designado divino nos faria mal, ignorância humana culpar outrem por sofrimentos causados por si mesmo.
Grande senhor das trevas, mesmo na adversidade de vossa sagrada missão olhe por nós, para nos colocar os reais obstáculos que nos fará crescer, que nos dará a escada imaginaria e segura para subir até o Pai.
Grande senhor das trevas, tu és grande culpado, o demônio mesmo, mas no fundo sabemos, tu és o anjo Lúcifer, o portador da luz.

Esta pequena dissertação é para que se saiba de uma verdade, é inconcebível achar que alguém com um nome tão nobre e belo como “O portador da luz” seja comparado ou tenha a alcunha de Demônio, Diabo ou outro apelido tão degradado.
Deus em sabedoria plena deu a um de seus anjos; talvez o mais capacitado uma missão; fazer diversos anjos pecadores ou em decadência moral virem a este plano para purgarem suas falhas; e após todo sofrimento necessário que passassem pudessem voltar à presença Dele.
Tal figura tão temida por ser mal compreendida será em verdade o que sentaria a esquerda do Pai?
Jesus à direita e este à esquerda?
Jesus, o Cristo é a verdade e a vida, e Lúcifer a mentira e a morte; aqueles que conseguissem a vida seriam protegidos e acompanhados pelo Cristo, que estaria a seu lado na subida até o Pai; aqueles que preferem a morte ficariam a mercê da sabedoria de Lúcifer, para sofrerem até perceberem que a verdade é outra.

Este plano nunca foi o paraíso, ele seria mais comparado ao inferno, porém não devemos aqui compará-lo a tal lugar; o inferno está dentro da cabeça de cada ser humano, visto que pessoas mal situadas na vida financeiramente podem estar em paz com o mundo, seu mundo interior e consequentemente o mundo exterior; por outro lado pessoas financeiramente prósperas podem estar vivendo num inferno interior, por causa de suas duvidas emocionais ou religiosas; muitas vezes carmas complicados exigem das pessoas compreensão da vida, mas esta, por revolta ou falta de crença chutam ferozmente tais necessidades espirituais e acabam por sofrer este golpe em si mesmo.
Lúcifer, como o nome diz, o portador da luz, é quem transporta e tenta colocar a luz para os sofredores, faz com que estes, nos momentos de angustia olhem para luz; ele seria um carrasco do bem, aquele que tenta atender aos necessitados da maneira mais útil para este crescimento, apesar do sofrimento impingido a estes espíritos.
Lúcifer é benevolente, auxilia no peso a carregar, evitando que emocionalmente tais cruzes pesem demais.
Quando alguém desiste desta cruz através de um desencarne proposital, esta baixa é cobrada de seu executor de maneira ferrenha, pois foi lhe dada à oportunidade de crescer numa encarnação de provação, e este amaldiçoou sua existência cometendo suicídio, então muitas leis foram quebradas, e sua própria assinatura digamos, foi mentirosa, e fez o que provavelmente não tinha combinado, então a cobrança é fatal e dura.
Lúcifer em verdade não é nenhum monstro como se apregoa, ele é um anjo cumpridor de um desejo divino; realizando para o Criador a purgação; que é necessária à interação astral com o Pai.

Coisas que acredito entender

õhçgb

De longe, muito longe viemos, aqui chegamos, aqui fizemos nosso lar para morar, viemos para crescer, prosperar, porem somente na vida espiritual isto é uma realidade, na vida que muitos não acreditam existir tudo de fato acontece; se sucede, se realiza, pois aqui nada do que existe é verdade, nem realidade, e tudo que aqui vemos e sentimos, ouvimos ou cheiramos é apenas sensação, exortação do pecado a ser cometido; das necessidades espirituais de um mundo que precisa descobrir seus erros mais profundos e se redescobrir; e aos que pouco entendem, somos energia, energia condensada de acordo com o físico Albert Einstein, somos o nada para nossos olhos físicos, mas somos o tudo imortal para o mundo astral, somos passáveis neste plano, somos o que estamos e um dia partiremos, porem no mundo das energias somos perpétuos, eternos, porque energia não se extingue, não se torna passado, e no mundo das energias não existe passado; não existe o que nunca foi, não existe o que um dia será, somos energia imanente, assim como o Deus que dizemos nos ter criado; somos falhas figuras de energias condensada que um dia partirá, para não mais voltar, e que de outra forma porem voltará, em outro aspecto se tornará ser pagante de dividas cármicas; de seu livre arbítrio se valer, e para que suas formar sejam utilizadas em prol destas pagas todas, ele adquirirá semelhança tal que lhe possibilite estas quitações cármicas.

Somos o que no passado divino éramos; o presente imanente de maravilhosa energia; e somos também o futuro de nós voltando ao corpo divino como célula que somos; como verdade que somos e mais além, seremos novamente o Deus que está existente em nós desde a eternidade; desde a criação do mundo; e por motivos que a nós é além de compreensão; tivemos que assimilar estas formas varias para purgar, para sanar e um dia salvos deste carma que nem nosso possa ser; para que voltemos a ser o corpo uníssono do Criador; voltemos a ser o Pai que desde o inicio dos tempo se fez carne como é relacionado na Bíblia; como é colocado no livro santo, que aos poucos ele se tornou parte de sua criação, como faz referencia o livro gênese.

E sua aparência em apocalipse a uma pedra de jaspe, é compreensão suficiente do que não queremos nunca acreditar; que somos a verdade e a vida, e através de nós, poderemos nos salvar, e que através de nós poderemos ser libertos e felizes novamente, bastando apenas a redescoberta do espírito que nos leva a tudo isto, que nos leva a Deus, que é o espírito puro de Jesus.

Que é a verdade e a vida que multas vezes nos leva a acreditar ser ele nosso algoz, pois nunca vem a nosso socorro, porem não é nada disso, e sim nossa forma de compreender as descobertas que precisamos em nós, e saber do porque esta paga tão complexa e demorada de nossas existências; destas descobertas sem fim, talvez seja nossa forma de saber o que somos; porem precisamos admitir ser o próprio Deus em carne a purgar erros que não entendemos onde adquirimos, que estamos a pagar pelo que não entendemos como começou; tudo um dia será esclarecido, e este momento não tarda, visto que os tempos estão para se extinguir, e em nova pátria talvez matéria, teremos as descobertas que nos possibilitem as verdades que e as vezes tememos; somos então presas do tempo que só existe aqui, presas das verdades que só nos libertará quando tivermos maturidade espiritual suficiente para descobrir que somos o que somos desde a eternidade, que somos o que somos desde o início dos tempos, e voltaremos a ter nossas verdades restituídas, quando este patamar de evolução for vencido por todos quanto possam entender de tudo que aqui foi dito.

Sei que tudo do que foi exposto, é complexo por demais a muitos; mas um dia saberão do que foi exposto, descobrirão tudo que foi colocado ser verdade, mas por hora fica que somos como loucos pensares, loucas insanidades. Para que esta semente de mostarda possa um dia florescer espontaneamente, possa um dia ser o que deveria desde o inicio, frondosa árvore a florescer frutos de sabedoria interminável, de verdades absolutas e não mais de seguidores de inverdades, de mentiras ditas por outras bocas.
E do que se sabe até hoje, tudo será enriquecido com o passar dos tempos.