DA VERDADE QUE SABEMOS, POUCO COMPREENDEMOS

Das sanções que passamos pouco aceitamos. Das privações que suportamos pouquíssimo mudamos. Das inverdades que nos apregoam, pouco solucionamos. Somos infantilidade em espiritualidade. Porque não aceitamos imposições astrais do passado. Visto que não entendemos nossas pagas estranhas neste mundo. Visto que sempre temos razão mesmo sendo o mais tolo dos…