O QUE É OCULTISMO?

WIN_20140220_141715

A própria palavra sugere ocultar, ou esconder algo que deve ser preservado.
A sabedoria mais profunda é de difícil compreensão, porém de fácil acesso, quando se oculta algo, se quer deixar exposto, mas de difícil compreensão.
Aí surge o hermetismo ético; palavra derivada do nome Hermes Trimegistos, nome dado também a Enock, terceiro filho de Adão.
Então temos Adão como princípio espiritual, Eva como princípio material, Caim como o mal porque matou Abel, este como o bem pela morte sofrida e Enock como a sabedoria de todo este conhecimento, e que em seus versos descreve o ocultismo prático, ou o hermetismo ético; ou como lidar corretamente com forças ocultas deste plano.

As forças ocultas existem; marés, ventos que sopram em uma única direção, plantas que florescem somente em um período, o sol que vai até o trópico de capricórnio e depois o de câncer, a lua e sua influência sobre mulheres grávidas, que na lua cheia é verificado maior número de nascimentos; tudo isto e muito mais são comprovações das energias atuantes neste plano.

Na prática o ocultismo é algo simples e básico; utilizar destas forças de maneira sábia sem confrontar as leis divinas com magia negra; pois a branca e a negra se fazem da mesma forma, o ponto de divergência é a cabeça de seu manipulador.

O processo de uma oferenda é simples de dizer, porém complexo de entender.
Uma oferenda é um objeto, uma vela, uma oração; mas se não for direcionado corretamente, cairá no esquecimento astral, ou seja, não terá utilidade para o que se propôs pedir.

Tudo no plano astral acontece primeiro; como que se lá houvesse a coxia de um teatro; prepara-se o acontecimento para que na hora correta este se desenrole neste palco.
No plano astral tudo existe e tudo acontece; desta forma temos sonhos premonitórios e pode-se através de oráculos saber algo do futuro; se este puder ser mudado ou se houver capacidade e humildade de quem manipula o oráculo.
Ao perceber que algo errado pode acontecer; ou mesmo se desejar concretizar um plano, o operador faz uma oração, meditação, pensamento positivo ou outra forma de gerar energia orientada ao astral.

Estas forças criadas como que subissem um patamar, chegam ao plano astral e manipulam forças lá existentes, claro dentro das possibilidades cármicas de quem pediu; havendo respaldo moral para o acontecimento, lá é feita a mudança dos planos já engendrados, para que se atinjam as vontades do solicitante.
Em casos de impossibilidade de algo, o pedido quando aceito, pode ao menos amenizar o sofrimento se este for o caso; mudar carma nenhuma oferenda consegue; o que realiza quando pode é amenizar o acontecimento, ou dar forças para que se possa passar por aquele sofrimento.
Com oferendas materiais ocorre algo mais completo; os objetos “perecíveis” ao se deteriorarem, ou se queimarem têm suas energias vitais transportadas para o ar, o nada, o céu; e vão a outro plano astral; ao se concentrar nestes objetos que estarão em decomposição, suas energias ou pedidos, se fundirão a estes, indo para o plano astral e lá se dividindo, aí procurando realizar o que foi desejado.

Algumas religiões usam objetos perecíveis porque assim entraria também no fator devolver à natureza o que de lá foi tirado, levando assim à natureza etérea nossos desejos.
Viver bem é viver sob uma realidade ocultista saudável, e saber que existe um plano onde tudo acontece primeiro, e que de alguma forma se está o tempo todo manipulando estas energias; infelizmente a maioria das pessoas as manipulam em direção contraria; seria a suástica de Hitler que gerava energia negativa.

Trabalhando com uma esvástiva se pode perceber acontecimentos positivos em nossa vida.

Nós somos energia condensada como dizia a formula de Einstein, energia ativa sempre, através das células que nunca param, então podemos usar desta energia que somos, para gerar acontecimentos que nos agradem, que nos faça bem.
Porém milhares de anos nos separam desta perfeição; milhares de anos nos colocam em total abandono de nossas capacidades extra-sensoriais.
Quando Deus expulsou Adão e Eva do paraíso colocou que não mais poderiam se utilizar deste poder para realizar acontecimentos, teriam que trabalhar seu lado emocional para estes eventos.
Pior ficou quando Deus disse a Noé após o dilúvio que teriam que conversar com os anjos e não mais com Ele.
Neste ponto chegamos a ter de conversar com elementais da Natureza para que estes levem a Deus nossos pedidos; e oremos para coisa não piorar; pois quando estes elementais fecharem os ouvidos aos nossos resmungões cotidianos estaremos perdidos.

Todo ser vivente é um mago, o que manipula energias, seja em oferendas e pedidos ao astral, ou transformando milho em bolo; na culinária algo curioso acontece, ao manipularmos alimentos, estes ficam impregnados da energia de quem os manuseou; não é difícil um bolo não crescer nas mãos de um, mas crescer nas mãos de outro.
É possível também alterar o humor de alguém através do alimento; a pessoa trabalha este alimento; mas alguém sensível se sente mal, pois ele foi impregnado de emoções negativas; isto é o que acontece ao fazer magia com alimentos com fins de prejuízo a quem comê-los.
Felizmente todos têm um anjo da guarda, e este existe para que inocentes não sejam prejudicados.

Ocultismo é isto, o lado não compreendido das coisas, e que por bem devem continuar oculto para não serem deturpados; claro que existem formas poderosas e infalíveis de manipular estas energias, mas só estão acessíveis aos magos que compreendem também os riscos destas demandas; um mago branco nunca iria manipulá-las para o mal; sabe o preço a pagar.

Quanto ao mago negro; este tem poderes limitados, e um dia a divina providência o colocará diante de um mago branco; que mesmo tendo poderes menores, sua proteção é maior.

Tudo aqui é energia condensada ou não; um dia houve o Big-Bang de onde tudo surgiu, e outro dia outro Big-Bang haverá, pois, este plano de energias pesadas não mais terá utilidade para o crescimento espiritual.

VERDADES OCULTAS DO MUNDO

duvidas5-thumb-296x300

A NASA, instituto de pesquisas e exploração espacial aos poucos começa a desvendar o que de há muito já era sabido em alguns seguimentos do ocultismo; a vida em Marte; aos poucos se descobre água, elemento essencial à vida, e a partir daí tudo será encaminhado para a solução do “de onde viemos? ”, mas a dúvida persistirá; como chegamos aqui? Disco voador; ou outro meio mais sublime de transporte?

Acredito que a forma mais eficiente de termos chegado a este planeta teria sido através da encarnação. Dentro do conceito de raça raiz, a primeira a surgir neste planeta teria sido a vermelha, após o desenvolvimento mental dos homens das cavernas. Sendo que mesmo estes, poderiam ter sido uma raça superior, pois do nada que era seu raciocínio, evoluiu nos sugerindo algo como ajuda exterior, ou dos céus; quem sabe a arvore da vida?

Desta evolução das cavernas surgiram os da pura raça vermelha que nos leva a outra estranha comparação.

Deus ao fazer Adão usou barro, o melhor barro para tal é a terra vermelha, Marte é conhecido como planeta vermelho; tantas coincidências não podem ser por acaso.

Após a entrada violenta de Vênus no sistema solar, e de ter destruído o planeta que estava em seu atual lugar, tirou também Marte de sua órbita, com certeza esta foi a catástrofe que fulminou seus habitantes, não podemos crer também que os corpos lá existentes na época fossem tal qual como o nosso, pois temos esta constituição física de pele e osso; certo está que a base de nossa existência é a mesma; a terra, de onde vem toda nossa sobrevivência. Marte por sua proximidade com o Sol seria inabitável a nós hoje, mas no passado, numa outra órbita esta possibilidade se tornasse viável.

Quanto à raça vermelha, estes de grande conhecimento sabiam o futuro deste planeta, e se deslocaram para leste, fundando a Lemúria e em seguida a Atlântida, seus conhecimentos os levaram para longe desta pátria inicial, deixando aqui sinais estranhos a nossa compreensão atual.

Um sinal é uma ave esculpida numa das paredes do pão de açúcar, idêntica ao desenho de Brasília, esta ave é a Íbis, ave sagrada dos egípcios; uma pirâmide encravada no centro da Amazônia que até hoje é ocultada e o mais impressionante o deslocamento de dezenas de religiões e seitas diferentes rumo ao planalto central, quase todas ligadas a assuntos ocultistas, mistérios interplanetários; Deus está presente, mas de forma mais inquisitória, sempre se pergunta a ele antes de acreditar piamente.

Ao afundar Atlântida os remanescentes estavam na Europa e foram povoando a Ásia e outros continentes, com certeza após se separarem para longas distancias os continentes americanos e europeu/asiático, surgiu o dilúvio; algo previsto por estes sábios que em centenas de arcas se refugiaram desta catástrofe; mares secaram e outros surgiram isto é simples de confirmar, em áreas desérticas de alto nível acima do mar em que suas rochas estão como que em camadas, vítimas de uma erosão aquática; e lagos salgados em locais distantes e acima do nível do mar.

Após o dilúvio iniciou-se a degradação moral do ser humano, que iniciou seu progresso tecnológico e abandonou a rude, porém perfeita cultura aos deuses e crenças que praticavam; alguns sábios deste período lançaram de diversas formas oráculos; livros sem letras, palavras. Símbolos que estão registrados dentro de nosso subconsciente coletivo, e que corretamente acessados podem ser acordados por estes livros milenares.

Estes oráculos foram muitos deles degradados pelo próprio homem, pois na dificuldade de compreensão e ganância do poder emergente, começarão a depreciá-los; mas os antigos sabendo disto permitiram a difusão destes livros/símbolos por todo o planeta, em vários formatos, sendo que muitos deles se tornaram comuns nas casas até como objeto de lazer.

A sabedoria humana é imortal, então estes oráculos sempre estavam presentes próximos a nós, e um dia reavivaremos seus conhecimentos adormecidos.

Prova de sabedoria daquele período são as pirâmides; pálido exemplo do que eles foram; mas prova fabulosa de que o homem era muito melhor do que é hoje.

Com o passar dos nossos tempos foram descobertos esqueletos humanos antigos, muitos na Ásia, mais tarde na África e aos poucos esqueletos antiquíssimos na Europa; haverá um dia, provavelmente num dia ainda distante, que encontrarão esqueletos muito mais antigos nas Américas, berço da civilização humana.

Moisés, sendo judeu, criado egípcio, interpretou o paraíso como sendo em algum lugar da Ásia, porém o paraíso foi também uma simbologia metafísica assim como o apocalipse, para explicar algo que os conhecimentos não interpretam, prova disto é que Deus criou Adão e Eva, nasceram destes Cain e Abel; um matou o outro e saiu pelo mundo para se unir a outra mulher. Se Deus criou só Adão e Eva, de onde surgiu esta mulher que não foi gerada por Adão e Eva?

O paraíso nada mais é do que um simbolismo de Moisés para a criação; o surgimento do ser vivente na terra, passando aos poucos da ficção à realidade; e a realidade de hoje é que o mundo humano está procurando Deus de muitas formas ignorantes; e em plagas que fomentam um afundamento maior do espírito encarnado. Mas aqueles espíritos já maturados e sabedores das verdades estão se agrupando e redescobrindo os oráculos, e ensinamentos milenares que são as riquezas guardadas no inconsciente coletivo.

Os espíritos vieram do céu, a terça parte caída para sofrer e aprender, porque é só assim que acontece, e aos poucos voltará para sua morada que antes era eterna.

E Deus o uno estará novamente uno e eterno.

Complexas suposições.

555173_450771964935456_100000079699871_1737259_1890800609_n

Todos os dias que acordo um pensamento vêm à mente, até quando este mundo existirá, ao até quando meu mundo existirá, um dia ele irá acabar por vontade divina?
Por vontade dos homens ou por vontade minha?
Será que saberei lidar com este pensamento por todo este dia?
Será que entenderei o porquê esta pergunta sem cessar que me vem à mente?
Ou apenas divagações sem necessidade, sem fundamento, sem verdade alguma?
Perguntas e observações que penso não levar a nada, mas no fundo entendo que sejam realmente perguntas pertinentes, pois somos frágeis em corpos que julgamos na adolescência como imortal, e se somos frágeis, como podemos muita coisa fazer, suportar e até a morte enfrentar sem sucumbir?
É uma pergunta estranha, pois se sou apenas matéria, só carne, coisa sem utilidade depois do desencarne, como este monte de matéria em forma de corpo humano pode se mover, pensar e amar?
Como tudo isto pode acontecer se matéria é sem vida para nós, se matéria não existe como vivencia, pois nem matéria existe; tudo é energia condensada, mas de qualquer forma como tudo pode se mover e realizar atos e façanhas, tudo é vivencia divina, criação que em verdade não existe, somos energia condensada que se move, que existe e se movimenta pela mesma energia não condensada, em resumo somos a mesma coisa em matéria ou não, apenas modificando o fato de que a energia condensada é mais pesada, e está sob a lei do tempo e espaço, então envelhece, tem problemas, e nesta causa de tempo e espaço ocorre o fenômeno carma, cumprimentos de leis que regem o universo, mesmo às energias de corpos desencarnados, que por esta lei não podem abandonar este sitio astral, estarão nesta orbe até quando ele deixar de existir como planeta de redenção?
Ai os que aqui estavam já cumpriram sua parte neste crescimento.
Mas por que temos de ficar nesta forma humana carnal, matéria condensada se não sabemos o que estamos aqui fazendo, creio que isto é pergunta de difícil resposta, de complexa conclusão e que diz respeito a cada ser em individual um pensamento, pois que muito se sabe sobre tudo, mas se sabe nada sobre si mesmo, e adotar o esquema de que todos são iguais em seu interior é um erro enorme, em vista da lei cármica somos todos diferentes, extremamente diferentes, e nesta maneira tosca de pensar adotamos a tática de embarcarmos no que outros dizem, nunca perguntando se está certo para mim também o que ele diz.
Somos compreensão, porem somos ingenuidade e não raciocinamos estas verdades que são reais a um, mas não nos cabe entende, não nos cabe aceitar, nem mesmo vivenciar para compreender, posto que fomos feitos a semelhança e igualdade de Deus, porem na caída dos anjos adotamos nossas falhas peculiares; e neste adotar nos tornamos diferentes uns dos outros, e uma oração uma ação não pode funcionar igualmente para todos, por causas cármicas e de entendimento de seu mundo interior e da forma que encara o mundo exterior.
Tudo é mero acaso de entendimento, forma estranha de vermos a nós; porem entendermos que somos da mesma matéria, em dado momento deste funcionamento universal, saberemos que pode haver uma formula mágica para todos, e se encontramos e concordarmos com este forma de pensar o planeta será salvo; ou melhor, poderá deixar de existir, pois seus habitantes já vivenciaram e se salvaram de seus pecados mais íntimos, e agora rumo à eternidade, ou a outro patamar evolutivo, outro planeta ou tipo de campo vibracional, que seja matéria ou não, poderão saber o que mais lhes falta para voltar ao corpo divino, voltar a ser Deus em essência, ser novamente composição deste corpo já que todos nós somos células vivas Dele.

 

A vinha do Senhor

videira

Na vinha do senhor, muitos são chamados a trabalhar, alguns ao raiar do dia, outros ao meio dia e um ultimo grupo no final do trabalho, todos tem a mesma tarefa, mesmos deveres e obrigações, não importando qual momento do dia passou a integrar a labuta, é a mesma paga, o mesmo valor e a mesma moeda, porem uns trabalham mais e outros menos.
É a regra do senhor, todos em carga horária diferente porem o mesmo valor; prazer de quem serve a este bondoso senhor em sua missão de ajudar aos necessitados.
O desejo deste Senhor que uns tenham mais tempo de trabalho enquanto outros se preparam durante o dia para só exercer esta labuta no final.
Tomemos então o dia como nossa vida, nossa existência neste plano, muitos assumem suas obrigações espirituais logo no inicio, em sua infância, e por toda a vida pregam o que lhes é incumbido, a palavra, os bens e a felicidade que é ser trabalhador do Senhor nesta vinha.
O segundo grupo, mais tempo de aprendizado, de burilamento para se prepararem para assumir suas funções na vinha, na vida, em sua existência, para que possam; da mesma forma que o grupo anterior levar a paz do Mestre aos seres, sem preconceitos, sem procurar vantagens, apenas o desejo muito bem recompensado de servir ao Senhor da vinha.
O terceiro grupo toma sua labuta já no final do dia, muitos anos de vida, de existência tiveram todos para o aprendizado necessário a sua função, que mesmo sendo a mesma de outros dois grupos, foi necessário mais preparo, por ser algo importante, uma carga horária menos extensa, porem mais puxada, mais exaustiva, embora paga seja a mesma.
Este ultimo grupo teve de vivenciar este plano antes de assumir suas funções de ajudar, tem de sofrer, ser burilado e entender de maneira mais rude como é este plano, para que ao assumir sua função, após demostrar ao Senhor que era capaz de suportar o exaustivo trabalho que lhe será incumbido
Entrara então em contato com as forças do mundo invisível, conhecidas já pelos grupos anteriores, e através deste conhecimento saberá muito além do que poderia imaginar no inicio de tudo, vivenciará a verdade divina com clareza absoluta e pregara suas verdades com autoridade, pois que foi burilado, sofrido o suficiente para entender mais que qualquer outro.
Ao final do dia a paga é a mesma, todos executaram a mesma função, encaminharam seres menos conscientes de suas verdades, mostraram de forma clara os desejos do além, de Deus, colheram os frutos do Senhor da vinha para engrandecê-lo; e nesta atitude Este ficou mais rico, mais poderoso espiritualmente.
Os grupos embora tenham sido preparados de forma diferente na existência; no dia que decorreu; executaram a mesma função, sendo para uns a carga mais pesada por serem poucas horas do dia, e para outros um trabalho menos estafante por serem muitas horas assumidas, não conhecerem verdades mundanas como dos grupos do meio dia e principalmente do fim da tarde.
Todos executaram suas tarefas a contento de acordo com o Mestre, com Deus, com o Senhor da vinha e a recompensa é a sabedoria eterna, a vivencia sem ter mais que se esquecer de seus passados em outras encarnações; a sabedoria que se faz presente o tempo todo no futuro, a energia além-vida que se estende para sempre sobre suas verdades e apelos que possam desde então solicitar serão atendidos, saberão o que é possível e o pouco provável.
Terão a verdade divina nas mãos, e saberão que isto é por demais importantes para ser desperdiçada ou renegada.

Fim do mundo egoísta

Wallp_1.06.2011 (60)

Herdarão a terra os espiritualizados de qualquer religião, que creem nas verdades Bíblicas além do que lhes é ensinado em paroquias e templos, do que lhes foi obrigado a aceitar desde criança.
A terra será herdada por quem conhecê-la corretamente, quem sente sua pulsação e suas necessidades junto a nós, mesmo que não a viva intensamente serão herdeiros do poder na face da terra.
Este poder será o de saber o que se pode ou não fazer, e nunca o de exercer autoridade sobre outros ou sobre a natureza e seus sagrados frutos.
Herdarão a terra os mansos que saberão lidar com a violência sem lançar mão dela para extingui-la.
Será dos nobres sábios, que em silencio ordenarão e conduzirão outros a patamares de evolução, que serão muitos a aceitar tal ajuda, e compreenderão quão sábio é este momento.
Herdarão a terra os que acreditam na verdade divina, mesmo que não a conheça profundamente, mas a respeite.
Serão despojados os que marcaram centenas de seres com a obtusa verdade que só eles tinham, e que lhes dava poder sobre tudo que tocavam, este poder é o de mandar e serem obedecidos para não haver punição de “Deus”.
Serão punidos com o esquecimento todos que despojaram de suas vestes de conhecimento divino, para trajarem as vestes do conhecimento monetário; que usaram o nome santo para angariar bens materiais, e que sem nenhum pudor lançou pessoas sem estrutura emocional às labaredas da mentira de Deus e do Cristo, que enlamearam outras religiões com pregações contra o Deus destes, como se houvesse mais de um Deus a nos governar.
Diabo, Satanás e Demônio tomarão posse destes de vez, e os fará pagar pelo que fizeram, mesmo que estes três personagens não existam, estes que os criaram serão tomados pelo lado demoníaco a que se consagraram a muito.
Lúcifer o portador da luz, será compreendido como o anjo guardião de toda luz do universo, o que confiscou nossa luz de sabedoria para que purgássemos nosso carma, e que aos poucos nos será restituída com carinho e amor.
Então Cristo voltará a reinar nos corações, sairá de dentro de nosso grão de mostarda, que no peito está guardado a muito; e florescerá grande árvore que se chama VERDADE, que somente com nossa luz protegida do esquecimento por Lúcifer reinará então.
Muitos Cristos já passaram por este plano depois do que foi crucificado. O último que soubemos teve em seu auxiliar dileto o homem de Chico Xavier, que pode em relação intima com este seu Cristo interior, organizar e receber mensagens varias, mostrando que existe um mundo maravilhoso além deste plano matéria.
O Cristo reinará em cada um de nós, ele não virá, ele sempre esteve aqui, porem esquecido em nós, abandonado por nossa luz que deixamos com Lúcifer para nosso próprio bem.
Tudo porem será entendido quando o universo em seu pulsar de 2.750 anos, lançar sobre seus domínios a revitalização de tudo quanto foi perdido por necessidade de compreensão e conhecimento.
Fará o plano matéria, deste nosso sol, realinhar em harmonia com o astral superior, colocando seres viventes racionais; servidores do bem estar coletivo, amantes do próximo em coerente entendimento; fará dos soberanos e políticos meros tolos a falar mentiras para todos, que então saberão quem é sincero e honesto.
Então a harmonia terrestre passará a existir mais uma vez.
Será o fim de almas sendo vendidas ao Diabo que nunca existiu, mas está travestido de santo homem.
Adoradores dos falsos senhores da lei divina terão surpresas muitas em seus mestres, terão desespero em ver que estavam a seguir um lobo que tomava conta do rebanho do Mestre maior. Sentirão desamparo, porem entenderão que era para seu próprio bem, porem os que não admitirem tais descobertas, serão tomados como mentalmente incapacitados para convivência com os espiritualmente amadurecidos.
É o 21.12.2012 que haverá final de tudo quanto já está a acontecer, será este dia o marco para a era de aquário, que deu inicio em sua transição no ano de 1989, e que agora chegará a nos trazer maravilhosas boas vindas.
Esta é a chegada do Messias que muitas religiões apregoam, porém ele não virá voando, ou nascerá de uma virgem como antes, virá de dentro de nós, será visto nos olhos de amigos e parentes, e até mesmo de inimigos que então deixarão de ser.
Será figura presente em todo lugar, e os conhecimentos que virão destes será superior a qualquer livro, mais até que os conhecimentos parabolizados da Bíblia; passarão a ser entendimentos em palavras claras, as mesmas bíblicas, porem em compreensão e não em códigos de parábolas, que foram escritas para sobreviverem até nossos dias, e não fossem destruídas por conter verdades não monetárias.
É esta e muitas outras verdades que se situarão em 21.12,2012, o fim do mundo como conhecemos, o renascimento das delicias que nunca tivemos, o prazer do amor fraterno, do distribuir riquezas para os necessitados, e estes em sábio agradecimento não usufruirão além do que precisam; é esta a verdade que a muito esperamos, o Cristo que muitos  procuram, mas não acham porque nunca olharam para dentro de si, para dentro de seus corações, e que neste dia de Dezembro se abrirá, e mostrará sem vergonha de ser reconhecido como a salvação de muitas almas, muitos que necessitam de verdades e não conseguem compreende-las por estarem com argueiro aos olhos, verão então com seus olhos, e não de outros o Cristo, e as promessas todas que ele fez e que até hoje não tínhamos tido.
É a bem bem-aventurança dos espiritualizados de todas as religiões, o caminho certo a ser seguido para os não espiritualizados que necessitam de um guia correto, e que só amavam a meros pregadores ignorantes na palavra.
Tudo é a verdade a ser compreendida neste dia, e então tudo mudará; clima planetário, humor humanitário, guerras e finanças que deixarão de ter o dinheiro como símbolo de poder.

O NOVO MUNDO

485776_393504054028009_100001052541884_1153584_1929327805_n

As congregações e templos irão falir e novas comunidades religiosas surgiram com novas perspectivas, outros ensinamentos e mais poder de realização no aspecto astral, por serem mais profundamente calcados em fundamentos que passarão a conhecer; serão mais conscientes, centrarão suas atenções num Deus concreto interno e não em um Deus distante e impalpável.

Farão de seus dias coerentes revelações e conclusões reais, e não mais ideias que calam a intuição. Ouvirão também seu sábio Cristo interior, atentos ao egocentrismo que será banido aos poucos, e as corretas colocações divinas que não serão tolas observações quando examinadas atenciosamente.

Verão em cada ser uma continuação de si e não o oposto de possíveis contendas tolas; abrirão olhos e ouvidos para o universo astral, de onde amigos invisíveis poderão ser avistados e ouvidos.

Deixaremos de ser o universo central(egoísmo) para ser o universo centralizado no amor universal, sem distinção de raça, cor ou instrução, pois credo deixará de ser classificado como é hoje.

A verdade passará a reinar no mundo, quando não mais o dinheiro será símbolo de poder, e o poder será de todos que compreendam o que este significa e os males que ele pode causar, ai em consenso será escolhido quem devera liderar grupos religiosos, quem terá mais condições interiores de compreender sobre o mundo que até então era invisível, e saberá repassar ensinamentos sem deturpa-los ou tentar lucros quaisquer que sejam nestes ensinamentos. E estes de poder não o usarão em beneficio próprio, pois mais que outros saberão dos riscos que corre se o fizer. Serão mestres que entenderão da sabedoria divina e a ensinará, porque será sua missão.