SOMOS; PORÉM…

540269_275429925894284_957032769_n

Somos eternos, apenas trocamos de roupagem carnal quando necessário.
Porém estamos mortos por não termos acesso à vida em sua essência.

Somos perfeitos por sabermos assumir carmas pesados em prol do crescimento espiritual.
Porém somos imperfeitos por tantos entendimentos ter de levar a cabo, mas recusamos.

Somos fortes para suportar a cruz que nos cabe em cada passagem.
Porém somos fracos quando assumimos esta ser pesada demais a nós.

Somos inteligentes para manipular as energias presentes neste plano.
Porém somos ignorantes em não aceitar que tudo aqui vem do plano astral.

Somos sinceros em aceitar que Deus governe nossa existência.
Porém somos falsos quando em caridade para ser visto nos colocamos.

Somos fiéis às nossas crenças.
Porém achamos que poderiam ser um pouco mais abrangentes.

Somos seguidores e amamos as leis de Deus.
Porém nos ultrajamos com atitudes que julgamos serem Dele a nos prejudicar.

Somos entusiastas pregadores do Santo livro.
Porém nada sabemos explicar com profundidade sobre este livro.

Somos ovelhas do conhecido rebanho de Cristo.
Porém nos desgarramos para adquirir conhecimentos através da interação com nosso Diabo interior.

Somos administradores da Terra por decisão de Deus.
Porém não conseguimos administrar nem nossa existência.

Somos cuidadosos com nossa saúde.
Porém não fazemos tudo que o corpo realmente precisa.

AUTO APRENDIZADO

922848_380117165432743_1412214737_n

Seja um rebelado do sistema que assume ser o certo, porque nunca se perguntou se está certo.

Se revolte silenciosamente contra os ensinamentos, procure outras explicações.

Arme-se de sabedoria auto adquirida, para jamais ser levado por imperiosas ordens de quem não quer perder o poder.

Vista-se do que faz bem ao seu interior, e não precisará se disfarçar com roupagens que nem a ti convencem.

Se sois universo completo e independente, viva esta verdade, viaje profundamente em suas nuances, vá ao obscuro de seus temores e descobrirá que tem muito mais luz, do que neste plano que muito se aprende, mas nada se guarda para próxima passagem, nem mesmo uma sabedoria própria adquiri, por temer retaliação do universo de outrem.

Aprenda a se entregar a “tolas” observações, porque estas podem ser as portas douradas da verdade infinita, da sabedoria milenar que em nós está.

Invade sua intimidade proibida, mesmo porque em nós nenhum canto é proibido ao desbravador consciente, e viverá muitas experiências que julgava não serem possíveis.

Se pergunte; indague-se a todo momento, porque quantas perguntas fizer, respostas a todas terá, e estas a outras tantas perguntas surgirão, e se souber investigar com consciência notará que todas as perguntas e respostas só a ti servirão, e serão perfeitas para um fácil entendimento; porque é sabedoria do Cristo interior a lhe vir.

Não precisa acreditar em tudo que venha, apenas aceite que venha e elas lhe dirão de sua verdade.

Não negue um ensinamento interior, este existe por ser à sua evolução, e todas as ramificações que sentir existirem numa explicação, serão as nuances a serem investigadas, e com certeza muito mais há nas entrelinhas do que nas palavras em branco e preto.

Somos completos em sabedoria e explicações à nossa evolução, ou demora nisto ocorrer, basta saber abrir o livro e ler, saber como diligenciar nosso destino através de atitudes no presente.

DESCULPAS

1601508_617145515025821_2018547715_n

Desculpe pela palavra não falada quando necessário era, quando uma pessoa de um conselho precisava e calei-me, quando poderia ter lhe ajudado, ter lhe oferecido o ombro para que lágrimas benéficas a ela fossem derramadas.

Desculpas pelo perdão não dado, quando a ofensa de há muito já foi superada, porem o orgulho ainda imperava, e dar o perdão seria ter de engolir quem não queremos mais ao nosso lado, porem não é necessário a convivência com quem não amamos, mas o perdão é necessário para menos bagagem ter de carregar quando de uma partida.

Desculpas pela palavra mal pronunciada, pelo momento de desgosto a uma atitude de alguém que nos significa muito, ou mesmo a quem nunca mais veremos, mas que no momento pareceu a melhor atitude, uma palavra de ofensa, para que esta pessoa humilhada em seus ouvidos se lembre de quem lhe ofendeu, de quem se rebaixou para tentar ganhar uma contenda que fosse.

Desculpas por ganância desmedida que sempre alimentei; pela vontade de tudo ter, mesmo sabendo e não querendo aceitar, que um dia poderia tudo perder, e se não perder mesmo assim não poderei nada levar num futuro próximo ou não.

Desculpas pela oração que nunca fiz, pelo pedido que sempre exigi e não agradeci, pois deveria ter solicitado e agradecido, quem sabe hoje não seria tão duro coração ao entender dificuldades de outros nesta existência.

Desculpas por não acreditar em orações, quem sabe não faria por merecer uma doença que veio por não ver o que realmente era importante, era vital a existência; entreguei-me em pedidos tolos, sem perguntar com sinceridade se era realmente necessário.

Desculpe por duvidas da existência de um Deus, não achava que alguém que ama aos filhos, os deixaria sofrer tanto sem explicação, sem salvação, sem nenhum tipo de socorro que fosse a doenças, sempre achei que Deus era tolice que só quem não tem futuro pode crer, pode acreditar existir, já que suas vidas sem crescimento parecem estar.

Desculpa por tantas desculpas, porque se tenho tanto a me desculpar, tenho muitas culpas a relatar, o de não saber por não querer procurar as explicações, o de não aceitar por me recusar a ver verdades em outras pessoas, já que as minhas sou cego nesta pratica; o de envergonhar alguém desmentindo sua crença, não crendo em seu Deus, em sua salvação que tanto procura; e em sua sábia vontade de progresso num campo que julgava tolo pensamento a alimentar, o campo espiritual.

Hoje sou crente em tudo isto, porem sei que nada sei ainda sobre tudo que deveria, sobre tudo que dizem; ter me preparado, mas que ao chegar à tenra idade tudo esqueci, é o carma que devo pagar, o de resgatar primeiramente o que lá combinei, para depois tentar algo de maravilhoso realizar, que seja minha evolução simplesmente, já seria a maravilha do crescimento.

Bem estar

w00046

O bem estar é estar bem, muito mais com a gente do que com o mundo, é não ter revolta ou rancor, somente sinceridade e amor.
Bem estar é estar de bem com nosso interior mais do que com nosso exterior, para que possamos exalar apenas amor, somente paixão pelo que é belo.
O bem estar é nossa meta interior, a exterior é consequência de nosso humor, se este estiver de mal com seu universo interior, colocará a perder o universo exterior.
Estar de bem com seu universo interior, é sentir prazer em se olhar por dentro, sem magoa ou rancor, sem receio de se expor a si, sem temor do que todos achariam de um sorriso sem motivo.
Estar de bem com o exterior é produzir energia interior que transborde pelos olhos, para que os sensíveis ou não, possam também saber de sua paz interior, e saberão que de você só pode vir amor sincero.
Bem estar interior é favor a si, não ao mundo; vivenciar tudo de bom por dentro e depois procurar este tudo de bom por fora, entender o que se tem de ser por dentro para ser feliz por fora.
Bem estar é antes de amar ao próximo amar a si primeiro, para que este amor ao próximo seja de coração leve, de humildade sensível e palavras doces.
Bem estar é se sentir livre dentro do corpo carnal; sentir o corpo leve mesmo preso a compromissos e obrigações; sentir a mente sem limites de proporcionar bem estar, e a todo instante ar puro deste bem estar nos chegar às narinas, mesmo que o ar matéria seja de poluição.
É viver para si muito e intensamente, pois viver para os outros a energia que exalar irá convencê-los que os ama muito e fraternalmente.

Real valor

Os talentos

Um dia de meu real valor saberei, no dia que esquecer de ser tão superior aos que próximos a mim estão. No dia que entender sobre a vida que levo e que dou aos que vivem comigo.
Um dia saberei do meu real valor, porem será talvez tarde, talvez muito além da possibilidade de algo fazer para resgatar este meu desvalorizado valor.
Será muito além das possibilidades de minha vida em saúde plena, a fazer tudo que devo em relação a compreender este mundo e de tudo que o cerca, de tudo que ele nos dá e do nada que devolvemos.
Um dia saberei de meu valor, e sei que logo após terei de descartar este valor, porque na tumba não há espaço para tão pouco valor, não há lugar para aquilo que não existe de benéfico.
Sei que sou o escravo dos talentos que guardou seu único valor, com receio de desmerecer o patrão, que deixou de fazer o que deveria por achar que não saberia faze-lo, sei também que minha paga será perder até o que não tenho; que será saber de minha real condição humana como ser de medíocre inteligência, serei na volta a esta senda, apenas mais um endividado cármico, que sofrerá agruras sem fim até aprender a valorizar o talento que o mestre me dará, e faze-lo frutificar para ser pelo menos um escravo que fez nada além da obrigação, e merecer talvez maior chance, e maiores quantidade de talentos para poder ai sim, fazer por valer a confiança do mestre em mim, e ai serei liberto, comprando minha vida eterna com os talentos que em forma de carma a ser pago terei resgatado.
Um dia saberei de meu real valor, e este dia será muito feliz, e saberei se tenho muito a pagar ou não, se tenho muito a vir aqui para penar ou se poderei retornar para ajudar aos que precisam muito de alento, de carinho de bem estar espiritual, e que não encontraram, não souberam procurar, não se sentiram estimulados a vivenciar a vida plena, o perdão completo, e isto é a perda de todos os seus talentos, a perda do que nem tem; a perda da própria chance em conquistar a vida eterna.

O poder de salvar o planeta.

177711_415972661781148_2025135790_o

A força que nos uni, é provavelmente o de maior que temos na unicidade com o Criador, que nos fortalece por assim dizer; que mais forte tem no universo, e esta unicidade não é completa e totalmente poderosa por sermos muito unitários nos afazeres deste mundo, no se comportar individualmente em relação até mesmo às nossas próprias necessidades, é o que leva este plano, este planeta a perda de seus valores morais, sociais, espirituais e até mesmo materiais com a perda do solo mal usado e do ar muito poluído, tudo está errado dentro de nós, em cada ser.
Para que compreendamos melhor, temos que entender que vivemos num mesmo lar, e este lar está por nós sendo estragado, mesmo que por uma pequena parte, então os que não o fazem por querer este desperdiçar, tem que por movimentar energias em prol dos que tendo poder neste plano, possam de forma inconsciente atuar mais beneficamente no resgatar este planeta, no recuperar o que nos resta de lar saudável.
Somos culpados atuantes ou passivos do que aqui acontece, temos que nos direcionarmos a recuperar este mundo de nós mesmos; que fomos quem o estragou, o colocou de maneira perigosa a nossa sobrevivência.
A vontade de sermos felizes aqui enquanto podemos; porque por hora é o que temos, e no fazer por necessitar muito em nós irá melhorar; muito em nós será mais bem aproveitado.
Um batalhão mesmo que de poucas pessoas em relação aos muitos mais, farão de maneira astral uma luta sem tréguas para a vitória, nosso pensar positivo ao invés de nossas mãos armadas, podem muitas vezes ser mais perigosa para os inimigos deste plano do que se pode imaginar, é o ataque por assim dizer que vem do invisível, que corrói as mentes malignas destes e os enfraquece naquilo que desejam os de bom coração.
O caminhar com suas pernas invisíveis por sobre o materialismo que está matando o planeta em que vivemos; a luta das mentes, pois os menos preparados, ou os poderosos materialistas não tem poder neste tratar, não sabem como lutar, não se defendem nem sabem recuar, então se rendem às ideias que são loucas a eles; os tornam frágeis reféns de nossas vontades felizes, que é de resgatar nosso lar, de recuperar onde estamos vivendo; tanto para os que vêm após; como a nós mesmos enquanto aqui tivermos que reencarnar, tivermos que recuperar erros, que incluem esta devassidão que cometemos no passado com este planeta.
É o amor universal que agi em comunhão com as forças astrais, o querer muito ser feliz para poder levar esta emoção à frente.