VERDADE MAIS PROFUNDA

10698627_837434692957236_2382422375733465039_n

A vida é muito mais que ir e vir, é compreender para pela eternidade então saber; é se colocar como aprendiz para do mestre conceitos sábios desenvolver; é viver como se fosse a última vez, mas sabendo que não é, porque tem de valorizar tudo que de Deus vem, desde o mais simples afago a mais terrível agonia; é tudo para o crescimento, para a estrada até ele que deveremos um dia trilhar.

Porém no se perder pelas trilhas da vida que não soube nas encruzilhadas que caminho tomar, muito ao neófito irá custar, porque todos os caminhos ao Criador leva, porém algumas é de sofrimento e agonia, mas de muita sabedoria, e outras de fácil caminho, mas sem crescimento, sem alento a quem desta trilha utilizar, porque do sofrimento vem o real conhecimento e do prazer em não sofrer vem somente o lá chegar.

Tudo é da decisão de quem em encruzilhadas da vida se colocar, se não souber por onde ir, várias voltas fará em outras passagens por este mundo; e a encruzilhada mais uma vez irá se apresentar, até o momento em que a trilha correta resolver assumir, pois este é seu caminho e não o de levar a existência sem aprender, e das trilhas que lá estão algumas são a ti e outras não; mas lá estão para que aprenda a fazer a correta escolha.

É a existência que se tem; de fazer o que se propôs antes do ventre da mãe estar; mesmo não compreendendo esta verdade ela é uma realidade, porque se viemos sempre a um propósito, este tem de ser cumprido através do sofrimento com aprendizado, através da sabedoria já adquirida que tem de ser repassada e enriquecida, somos todos alunos nesta sala, e se alguns sabem um pouco mais, lhes é obrigatório aos outros ensinar dentro de sua capacidade de entendimento, para que no partir definitivo deste plano todos possam saber o mesmo montante, possam ser sábios e conscientes de tudo que flagelaram por este sitio, e que lhes era necessário.

Na sabedoria divina um dia aprenderemos, saberemos do porquê deste mundo existir; da prioridade de Adão ter de consumir a maça do pecado, e aos que vieram depois ter de pagar por este desvario do precursor da humanidade, é a verdade que um dia a nós será desvelada, porque se Deus o proibiu de comer de tal fruta não deveria ter lhe colocado ao alcance, porém o fez e neste intuito Deus queria algo, e este algo conseguiu, e um dia entenderemos do porquê precisar esta atitude de sua criação primeira e consequente vinda de toda a humanidade para o plano matéria.

São as incompreensões que não temos por hora como desvelar, nossa capacidade de entendimento é por demais pequena para tão grande concepção, mas com certeza tem a ver com nosso progresso espiritual, ou até mesmo com nosso retrocesso espiritual coerentemente provocado pela maça do pecado; necessidade interior de nosso espírito decair, prioridade por algum motivo que um dia nos será colocado, nos será explicado e entenderemos do tudo que somos quando formos algo muito melhor, pois que não se leva ninguém a uma sala de aulas se não for para ser melhor do que era.

Ao Pai nada podemos mais pedir, porque não sabemos o que Ele já nos legou durante todas nossas passagens, não sabemos de suas promessas reais a serem cumpridas nem mesmo das já concretizadas, somente temos de crer que tudo que acontece a nós, em entendimento ou não seja para nosso bem, mesmo que nos pareçam desgraças a serem passadas, porque neste plano o corpo matéria é só detalhe a ser utilizado, é para uso e posterior abandono, não se importando o espírito nunca em salvar este nosso habitar temporal, simplesmente o devolvemos de onde tiramos, da forma que estiver.

Esta é a sabedoria da Mãe natureza, nos ceder de si para crescermos, e depois devolver para que ela envolva outro ser com esta mesma matéria, somos somente espirito sem corpo realmente nosso, somos sapiência sem ignorância interior, somos plenitude de paz sem revolta, somos o hospedeiro do Cristo em essência, e tudo neste plano temos de esquecer e reaprender, de refazer conceitos mui superiores aos que temos, somos seres extracorpóreos, porque não precisamos de corpo para existir, mas o utilizamos para crescer, somos o desejo do Criador de se superar e assim algo mais trazer que ninguém saiba, nem mesmo nosso interior espiritual sapiente pela eternidade.

Verdades que desconhecemos, consciência que não temos, mesmo espiritual, e no transcorrer de nosso aprendizado conceitos inovadores serão apreciados, é nossa relação com a divindade, entender o porquê das coisas acontecerem em nossa existência, do porquê coisas acontecerem sem nossa compreensão, a vontade do espirito maior de nos preparar para uma virada a ser adotada, de sermos além do que somos em espíritos iluminados, de partirmos além das estrelas que nos guiam desde o nascimento através de nosso signo; é o desejo do salvador de voltar à casa do Pai como o filho pródigo, que precisou se alimentar do que há de pior para voltar mais sábio do que era.

Explicações que um dia teremos, que um dia nos será colocado; e enquanto isto não acontece a verdade nossa é bem simplória frente a verdade do Criador, nossas necessidades são pequenas frente  a verdadeira utilidade de nossa existência neste plano, somos os organizadores do futuro divino, pois estamos a aprender, e se éramos anjos antes da caída o que estamos fazendo se já sabíamos tudo?

Se éramos iluminados?
Porque a necessidade de voltar a sala de aulas se sabíamos tudo?
Ou temos algo mais importante a saber, a desenvolver e nos preparar?

O projeto do Criador que vai além de nossa atual compreensão, além do que possamos hoje desvendar.

Tudo deduções e conjecturas, tolos pensamentos a julgar certos ou não, mas em divagações se chega a conclusões, em absurdos se vai além do que a mente coerente pode aceitar, e tudo que aqui exposto está não é nada além do que uma mente sábia procura compreender, e no direito que o livre arbítrio permite se pode deduzir e acreditar, porém não se pode impor, nem obrigar a aceitar, é questão de insinuar, poder sim vislumbrar as possibilidades, é a verdade que a um só pertence, mas quem sabe seja a verdade que a humanidade possui.

Alquimistika Podcast – Episódio 3

 

A fonte jorra, e não finda.
A fonte jorra cada vez mais rica.
É fonte sem fim, de sabor cada vez mais apurado.
Prazer desta fonte beber, se inebriar, embriagar do saber que esta fonte está a oferecer.
É fonte do bem, do aprender, do carinho de ensinar quando perguntado porque esta fonte nos permite seu rico conteúdo repassar.
Fonte sem limite de sapiência, de entendimentos e coerência.
E se confiamos no que possa nos dar, aos poucos iremos com segurança com nossas pernas caminhar.
Em sua presença a sede é saciada com facilidade, porém para nossa felicidade esta sede não termina, porque é sede de saber.
Vontade de muito e para sempre aprender.

TRAIR QUEM DIZEMOS ESTAR AMANDO.

247522_636468146368106_1466332009_n

Amar o Próximo é não engana-lo sob nenhum pretexto, e se o fizer não fazê-lo sofrer, e se a traição perdurar, procurar uma solução que amenize o emocional penalizado, porque quem ama verdadeiramente não magoa.

Se nos envolvemos em uma relação proibida, temos a considerar que somos também diferentes em outras relações, porquanto quem se sente bem num relacionamento não precisa sair deste na procura de bem estar interior.

E se o faz deve procurar em outras frentes as necessidades que lhe faltam serem equilibradas, para poder encontrar a verdadeira felicidade a dois.

Ser infiel é procura de auto afirmação, não acreditando que único relacionamento o satisfaça, e nesta dúvida quantas pessoas puder seduzir, menor sentirá sua insegurança.

Viver para si também é se dividir com quem se ama, e se não consegue esta entrega estará se enganando.

Muitas vezes o chacra básico deve passar por penosa maturação, e nesta queima de falhas pretéritas a pessoa termina por sofrer na área sexual, e passa por necessidades sexuais cada vez mais intensas, não se importando com suas emoções, as de quem serão magoadas porque sua prioridade é um vício a ser acalmando, e dificilmente consegue.

DEVO SER O QUE DECIDI, QUANDO PRA CÁ VIM.

935033_1393769800842441_2137944325_n

Devo ser a cada dia mais dono de mim, mais independente de opiniões, porém ouvi-las e estuda-las para enriquecer meu interior, cada vez mais confiante e determinado em meus planos.

Devo fazer constantes viagens ao meu íntimo, para saber o que está faltando, o que posso melhorar e maravilhar-me com o que já conquistei, mas sem vangloriar-me.

Devo conquistar a simpatia do próximo sem esforço contra meus princípios, e mantê-lo amigo mesmo que desconhecido, porque se fizer desta forma jamais sentirei que o mundo me quer mal.

Devo ser sincero primeiramente com meu íntimo, e se assim fizer e for fiel, jamais trairei ao próximo de alguma forma.

Devo adquirir benfeitorias, para evolução material, porém jamais colocar isto a frente de conquistas interiores que são mais enriquecedoras.

Devo procurar um amor e reconquista-lo a cada dia, fortalecer o que já é evidente, mas sentir prazer neste ritual sempre.

Devo ir além do que já fui, e não me arrepender jamais de ter ido, e mesmo que seja ruim experiência, entender que houve uma motivação interior, um conhecimento a mais do que poderia adquirir de outra forma.

Devo ser sempre eu, não espelhar-me em outro por achar conveniente ou mais completo; porque sou universo único, e tudo que nele deve existir tem de ser conquista absoluta, útil, rica e profundamente.

Devo saber de minhas condições pessoais sempre, analisar o que o corpo precisa e ao cobrar obedece-lo prontamente, não me entregar em discussões por qualquer motivo, se forem tolas é desgaste de boa energia, se forem sérias procurar formas outras de solucionar esta contenda.

Devo acreditar em algo superior, Deus, Cristo, Divina Providência ou Força Maior. É uma necessidade interior quer que somos mais do que simplesmente matéria animada.

Devo procurar em mim razões para viver sempre, porque é desta forma que evoluímos, aprendendo sobre o mundo em nós, e sobre nós no mundo.

Devo abandonar colocações emocionais de baixo nível, porque assim plantarei somente mal agouro em mim, e atrairei forças externas a empobrecer meu interior.

Devo encontrar motivos para ser feliz, acompanhado de única pessoa, de várias ou mesmo só; porque sou universo completo e a felicidade existe mais em mim do que fora de mim.

Devo saber todos os meandros da vida, esta é motivação maior para evoluir, encontrar as razões de aqui estar e não procurar formas ou motivos para partir antes do previsto.

Devo me valorizar, procurar entender que sou meu máximo hoje, e saber que se não o fizer perderei mais uma passagem.

Devo agir a favor do universo sempre, mesmo que seja o interior, porque se o fizer com sabedoria, o universo exterior será melhorado um pouco mais por esta única pessoa, que sou eu.

Devo viver intensamente, amar intensamente porém não odiar intensamente; porque todas as emoções devem alimentar nosso íntimo e não destruí-lo.

Devo acreditar no futuro, no meu futuro, porque trabalhei muito para isso, e ignora-lo, prejudica-lo por ignorância é voltar à estaca quase zero de minha evolução.

Devo esquecer providencialmente o passado, mas guardar as coisas boas; elas trazem emoções que podem nos alimentar a qualquer hora, nos revitalizar durante uma batalha, e nos enriquecer de experiências aprendidas.

Devo amar, porque é vital ao corpo, a mente, ao espirito e razão maior de estar aqui; desenvolver este sentimento, independente de como se é tratado.

O MAGO, A BRUXA, A MAGIA

21151_371095186344338_1274006246_n

A magia não se aprende se recorda; lembranças de tempos áureos onde tudo se fazia com amor, através do amor e para benefício do amor.

A magia só é negra se for procurada com insistência por quem quer riquezas deste mundo, desta forma terá cada vez menos para seu universo interior e mais marcas da vida para odiá-la cada vez mais.

A sincera magia deixa profundas marcas de bem estar, porque conversa com a natureza, com as existências e com Deus dentro de si.

O verdadeiro mago ou bruxa não sabem a utilidade do ódio, procuram cultuar o amor e se não são reconhecidos se mantêm reclusos em sua sabedoria, entendendo que esta não pode chegar aos que perto de si estão.

Os articuladores dos segredos da natureza sabem que esta é perfeita e se permite ser manipulada para a evolução de quem o faz.

Os que buscam a natureza com desejos maléficos conseguem um pouco do que desejam, porém arcam com carga que a Mãe Terra lhes colocará, a cruz que terão de carregar muito além desta passagem.

Magia não é maldade, é benfeitoria se feita de coração, e quem tem verdadeiros poderes deste tipo são em essência bons.

Acreditar que bruxas e magos são maus é não dar chance a si mesmo de encontrar um digno representante da essência Terra; que seja matéria ou vivencia de estar encarnado.

A grande magia destes seres é alargar horizontes mentais, vasculhar defeitos morais e mostrar que a vida é muito além do corpo mortal.

Ser poderoso na magia não diz respeito a conquistas deste mundo, mas entendimento profundo do outro, que de cera forma é o conhecimento deste universo e do porquê este assim o é.

Alquimistika Podcast – Episódio 2

 

A Bíblia traz promessas de salvação, porém não mostra fórmulas práticas para chegarmos até isto.
A Bíblia diz que tudo irá melhorar, mas não mostra o caminho conhecido neste mundo para isto realizar.
A Bíblia diz que seremos salvos, porém só vemos perdição.
A Bíblia diz que conheceremos o paraíso, mas não mostra aos nossos sentidos físicos.
A Bíblia diz a verdade, porém devemos fazer nossa parte para que assim seja, procurando o caminho em nós para a salvação, idealizando o caminho para chegarmos lá, e aí conheceremos o paraíso, tudo está em nós e o incentivo na Bíblia.