PERGUNTAS E RESPOSTAS

230512_874827_Wasserwesen-3

Na paz do mundo a eternidade da vida.
Na existência da vida, algo mais que simplesmente vida.
Nos porquês de tantos porquês as mais importantes perguntas jamais são faladas.
Entre tantos entretanto, não ouvimos as respostas pedidas, simplesmente porque não as queremos de fato, mas simplesmente contestar.
São situações que negamos veementemente por constrangimento de não entender de não aceitar, ou simplesmente ser ignorante em entender que outro saiba mais que nós.
Mas há o perdão da vida, do crer do saber, e no intimo tudo é decifrado a nosso favor, se de bom coração aceitarmos, se de índole irrepreensível formos.
O dom da vida, de ser feliz por querer e gostar de assim ser, sempre indagando e a resposta não querendo; para que no fim da existência perguntemos.
O que vim fazer aqui se nada aprendi?
Veja e reveja o que até hoje aprendeu e sinta que muito mais rico interiormente está.
E se julgar nada ter aproveitado, merecias mesmo partir sem nada saber; assim não falará mal da existência passada.

10 PASSOS PARA A SABEDORIA

5

1-Confesse a teu Deus teus segredos; as duvidas da vida do mundo e até Dele; não se preocupe com censura, porque estás sendo sincero, e um deus verdadeiro jamais repreende quem em humildade coloca o que não compreende, e procura respostas simples a questões complexas.

2-Saiba distinguir seu deus dos deuses apregoados pelo mundo, entenda que tudo que sabe veio dele e não de bocas outras a lhe colocar mais duvidas do que imaginava ter certeza.

3-Confesse a Ele tudo que deseja, Ele é seu intimo, e sabe do que precisa e como devem ser estas realizações em ti antes mesmo de precisar. Não tema ser inquirido, porque se não vier respostas às perguntas que fizer, é porque tem incerteza em seus desejos.

4-Ouça com paz interior as palavras que vierem, são de coração e não da razão, e por isto mais verdadeiras, mais profundas e abençoadas. Não as traduza a seu modo, mas em bruto as pratique.

5-Veja em ti o reflexo do Criador, que jamais o deixará a mercê de seu destino sem um por que. Procure e espere pelas explicações com paz interior e humildade ao ouvir as respostas, por mais dolorosas ao coração que possam parecer; estas são palavras que precisa ouvir; não as que fariam bem a seu ego.

6-Todas as palavras são de salvação a humanidade, porem nem todas são para que sejam ouvidas, mas só os que as merecem serão compreendidas.
Palavra tem poder, move montanhas em nós, recupera o perdido e salva uma alma; cuide das que lhe vier e não as manipule, são balsamo a ti e a quem de ti as ouvir.
Não assuma serem suas palavras, porque não é verdade; porem só diga de quem são quando perguntado; assim não criará discussão desnecessária que colocará todo seu carinho pelo mundo em duvida.

7-Ouça o que seu íntimo tem a dizer, nada saberá além da pura verdade que pode ser revelada neste momento, e estas serão a ti ou para tu usares; dê valor a elas, porque são leis de porte dentro do seu merecimento espiritual.

8-Não as lance ao vento, guarde e as distribua quando e onde julgar conveniente; porem se entender que isto será mal usado se cale, finja de tolo e se vá; este é um solo estéril para aquela semeadura; porem outro momento se tornará fértil, e se lançar as sementes no tempo errado estas se perderão.

9-Apregoe tudo que lhe vier a mente se sentir segurança; porque não é você a falar, mas o mentor de nome Cristo a entregar palavras que a uns soarão alto e a outros nada falarão.
Mil palavras podem ter mil endereços, por isto nem todas as mensagens vão a uma única pessoa; e estas mil palavras podem atingir mais de mil pessoas.

10-Tenha a felicidade de propagar a verdade que não é sua, mas tens o privilégio de conhecer mais profundamente que a humanidade.
Seja honesto com você e com a humanidade, e os presentes do universo Crístico serão incomensuráveis.

SOBRE A INTUIÇÃO

5834_673267636022864_1460777366_n

Tenha mente liberada de todos os conceitos ou pré-conceitos; para que informações as mais profundas venham até você sem previa censura de sua parte.
Adquira confiança no que ouve de seu intimo, se duvidar procure com carinho resolver a pendência; jamais abandone uma afirmação, pois se esta veio com forte intuição, com certeza está para derrubar conceitos que tem já formados e firmados.
Reveja o que sabe ou acha de determinada afirmação do seu intimo, se há persistência é porque deve mudar sua forma de pensar e agir neste determinado assunto; é um passo para sua evolução.
Todas as posições contrarias à nossa, com certeza são para nosso bem, pois jamais virá uma colocação que estamos de acordo, porque em nosso consciente já a assumimos.
Entender que temos nosso próprio censor de comportamento é afirmação complexa de aceitar; porque sempre ouvimos conselhos e determinação externas; porem nosso caminho interior só nós podemos conhecer, e tais explicações externas devem ser ouvidas e muito bem pesadas, geridas e aceitas somente no que possa nos completar; sem forçar nada para não prejudicar o desenvolvimento espiritual.
Tudo que sabemos ou precisamos saber, temos como avaliar, e no caso de duvida, a sinceridade que devemos utilizar ao ouvir nosso interior, resolverá todas as dificuldades tenhamos.
Este se chama Cristo interior; morador eterno dentro de nós; aquele que jamais falha numa explicação ou proibição; e se acreditamos Ele ter falhado, com certeza não entendemos ou não era o momento de saber algo, e passamos a imaginar uma resposta.
Vivemos a verdade em nós sempre, e neste plano passamos a mentira do faz de conta, que acreditamos ser o mundo das verdades eternas, porem estas são modificadas pelo andor dos segundos, que nos mostra varias possibilidades sempre, e devemos estar preparados a tomar decisões as mais delicadas, que refletirão em nosso futuro; ai devemos procurar todas as respostas em nosso intimo, e ter certeza que não seremos ludibriados por nosso desejo intimo de vantagem em algum sentido.

O BEM E O MAL DESDE O CRIADOR

1013982_679157705431761_1397203312_n

O bem e o mal coexistem pacificamente se soubermos equilibra-los em nós; porquanto somos feitos através dos dois; da procura pelo certo e da duvida se é o certo; do entendimento do errado, porem vivendo este errado até compreender a lição que nele está inserido.
As possibilidades são eternas a cada nova concepção, a cada novo aprendizado, e se soubermos distingui-los com clareza não sofreremos com suas nuances que não compreendermos.
As verdades estão em nós amadurecendo a cada dia, e nestas mudanças devemos tomar o lugar de aprendiz sempre; pois é uma evolução sem final, a procura do que sempre existiu, mas o Criador não compreendeu, que o momento de se descobrir além do que se é deve continuar pela eternidade.
A cada evolução do ser, novo parâmetro é somado, e a não preparação para nova etapa trará retrocesso; colocando novos carmas a serem desvelados. Estamos rumo a luz e a distração deste caminho coloca atalhos para involução.
A compreensão do indecifrável é exercício não à mente, mas ao espirito, porque encarnados somos por demais limitados a certos meandros da filosofia profunda, do funcionamento de nós quando se fala em horizontes astrais; pois procuramos aqui a iluminação, mas há algo muito mais profundo na existência da alma do que simples pensamentos altruístas e caridade no plano material.
São possibilidades do desvendar a verdade do Criador que só a poucos é possível; saber do porque se fez homem e colocou sobre os próprios ombros a cruz cármica, o sofrimento da carne através do emocional para evoluir; sendo que em nosso entendimento Ele é perfeito e evoluído.
Perguntas audaciosas que não sabemos nem formular, porem devemos pensar e filosofar audaciosamente; não temendo repreensão, mas colocando duvidas tantas quantas necessárias até uma conclusão que nos satisfaça.
E se Deus não era perfeito antes da criação do tempo e espaço, porque se colocou como própria matéria; se subdividindo em infindáveis espíritos com cruzes cármicas?
Sua realidade se supõe não era o que imaginará ser; entendendo que algo mais poderia e deveria saber; ou se sentia falho em algo que deveria desvendar para alcançar a evolução que julgava conveniente a si.
Deus é perfeito em nossa opinião, porem se nosso modo de ver evoluiu com o avanço de nossa particular lucificação; passamos a entender que algo mais existe além do horizonte da verdade sobre o Criador.
Ou seja, de que Ele não poderia evoluir em seu universo sendo perfeito; tendo de descer às esferas por Ele criadas para nestas, através da maturação emocional, procurar as próprias falhas emocionais; e no entendimento gerado e de mais fácil solução, eliminar o que tenha lhe impedido de crescer no universo que sempre existiu.

O INEXISTENTE COMO DESCULPA AOS NOSSOS ERROS

diabo_thumb[1]

O Diabo em nós existe para nosso crescimento; para que entendamos, exponhamos e eliminemos tudo que ruim somos, através de verbalizações, atos físicos, ou pensamentos. Para que tenhamos a evolução que procuramos; e voltemos puros ao Criador; que se tornará também mais puro.

Este ser de mil faces, mas inexistente se desejarmos, nada pode fazer contra nós, porque a decisão é sempre nossa em evoluir através da cruz mais pesada do que podemos suportar; ou da luta interior em domina-lo com sabedoria, sem maltratar o universo externo e todos que ao nosso lado estão e nada tem com esta guerra interior.

Ele é essencial, porem não necessariamente prejudicial; pois isto só se formos fracos em determinar o certo ou errado; nos mostra os pontos vantajosos e que nos seduzirá, a procura em nós da fraqueza dos pecados capitais.

Ele somos nós, sempre e nunca diferente disto, porque não tem poder, mas nós temos fraquezas, e estas fazem seu papel, criam o inexistente para que sejamos maltratados por nós mesmos, na crença de que somos incapazes da evolução a que nos propusemos.

Vá além do que imagina possa Ele governar e verá que lá não está; vasculhe em si e fora de si com seriedade e não o encontrará; porem tenha receio da vida no mais tolo dos motivos e Ele surgirá forte e invencível, virá para confundir, destruir e eliminar as conquistas até então adquiridas.

Se resguarde em bons pensamentos, em verdades conferidas, em realidades sérias e na fé de tudo que saiba sobre quem habita em ti; e jamais será atordoado por conta de um misterioso que se faz anjo do mal, mas é nosso interior desequilibrado emocional, e nós em nossa incerteza das verdades procuramos dar vida a Ele, para não assumir erros ou incapacidades.

Tudo vem do intimo; o receio, medo, frustração, ódio, rancor e malgrado da própria vida, que costumamos dar a este o nome de Demônio, Diabo e Satanás; quando em verdade se chama ego exacerbado, que não encontra respaldo neste mundo mas tem de se firmar, faz parte de seu carma, de sua índole mais profunda.

Lidar ou liquidar Este só com muitas encarnações, com sabedoria adquirida a muito custo e entendimento de quem deve ser nosso diligente intimo; em caso contrario cada vez mais fundo se vai além do chamado inferno encarnado, até que fiquemos frente a nós “monstro” e passemos a lutar violentamente para não ser mais um nas garras deste que não existe, mas quer nos sucumbir.

O nosso lado negativo que não deve ser eliminado, mas sabiamente utilizado em nosso crescimento espiritual.

COMPLEXA POSSIBILIDADE A SER ENTENDIDA.

õhçgb

Tudo que somos ou podemos ser, é baseado no que passamos; no que desejamos ou o carma a nos administrar.

Tudo que se passa ao nosso redor é consequência de nossos métodos de pensamento, condição emocional ou energias densas a nos perturbar.

Deus é existente por ser energia pura, essência da natureza, nessa essência como anjos caídos que nos tornamos carne para na encarnação probatória de evolução, pudermos voltar à condição angelical, e posteriormente o corpo de Deus.

Em tudo que possamos criticar na vida devemos nos conter, pode ser uma critica ferrenha a nós mesmos; o que não nos levaria ao crescimento que pretendíamos enquanto pre-uterino.

Porem somos defensores da não existência após o desencarne, ou mais precisamente, depois da morte mais nada existe, só a espera pela ressurreição, que coloca milhões de falecidos a milhares de anos esperando por este acontecimento; porem como fica o crescimento espiritual de alguém que não pode evoluir, esperando que aconteça este prometido?

Deus nos fez, ou se fez carne para evoluir através de cobranças cármicas, em verdade éramos puros antes de tudo começado, mas por motivos que vão além de nossa capacidade de compreensão atual, foi necessário este declínio de perfeição para possibilitar o entendimento de algo que não nos era possível enquanto perfeitos. Levando-nos por esta afirmação compreender que não éramos tão perfeitos.

Tudo é como deveria ser, nada extrapola a realidade que Deus assim determinou, assim como leis perfeitas a nos vigiar e cobrar em momentos que no deslize de nossos desejos carnais atentamos.

E no transcorrer de todas as existências vamos angariando conhecimentos, porem não os já tidos desde o inicio deste complexo processo, mas novas diretrizes superiores, entendimentos de novo comportamento de Deus, novos horizontes que a Ele só foi possível o acesso através do invólucro cármico.

A cada ser, ou espirito um entendimento é determinado, coletânea de informações através de uma visão nova dos acontecimentos, experiências que devem enriquecer todo o processo de evolução, mas só será possível tudo em sua devida sapiência, quando todos cumprirem sua missão de estudante neste plano matéria.

E tudo quanto era sabido a muito no passado, deixará de ter tanta importância, exatamente por estarmos substituindo nossos conhecimentos mais profundos através da decadência espiritual, emocional e moral que é a única forma de fazê-lo; para que novas perspectivas, novos entendimentos podermos adquirir.

Tudo isto se reflete na parábola das núpcias de Canaã; onde o vinho bom só foi servido quando todo o vinho anterior tivesse sido consumido ou eliminado. Tomamos o vinho como sabedoria do Cristo em nós, porem temos que eliminar os ensinamentos anteriores já ultrapassados, para absorver o de melhor qualidade, o de mais consistência.

É o momento desta troca de conteúdo em nós desde o inicio dos tempos, pois tivemos bom tempo para trazer os ensinamentos de Deus a este plano para agora avalia-lo em nós e enriquecer com novas perspectivas, com novos detalhes à existência como espirito, e Deus como gerador de toda esta sequencia de acontecimentos.

Tudo embora pareça tola conjectura, derrubada de verdades seculares, não o é; porquanto se cientificamente procurarmos explicações palpáveis a tudo aqui exposto, ficaremos confusos com resultados, porque nem todas as perguntas feitas encontram respaldo dentro da atual sabedoria milenar.

Se colocarmos outras possibilidades, ainda inverdades até que sejam sabiamente compreendidas pela sistemática da pesquisa, poderemos encontrar respostas que à primeira hora parecem absurdas, encaixam mais intensamente às perguntas sem resposta segura de antes.

Somos estudantes, e temos a lei do livre arbítrio a nos regrar, ou mais precisamente nos permitir sair das regras estabelecidas sem sermos punidos por Deus; pois se nos é dada tal lei, estamos resguardados de punições, porque Ele é fiel ao que diz.