Complexas suposições.

555173_450771964935456_100000079699871_1737259_1890800609_n

Todos os dias que acordo um pensamento vêm à mente, até quando este mundo existirá, ao até quando meu mundo existirá, um dia ele irá acabar por vontade divina?
Por vontade dos homens ou por vontade minha?
Será que saberei lidar com este pensamento por todo este dia?
Será que entenderei o porquê esta pergunta sem cessar que me vem à mente?
Ou apenas divagações sem necessidade, sem fundamento, sem verdade alguma?
Perguntas e observações que penso não levar a nada, mas no fundo entendo que sejam realmente perguntas pertinentes, pois somos frágeis em corpos que julgamos na adolescência como imortal, e se somos frágeis, como podemos muita coisa fazer, suportar e até a morte enfrentar sem sucumbir?
É uma pergunta estranha, pois se sou apenas matéria, só carne, coisa sem utilidade depois do desencarne, como este monte de matéria em forma de corpo humano pode se mover, pensar e amar?
Como tudo isto pode acontecer se matéria é sem vida para nós, se matéria não existe como vivencia, pois nem matéria existe; tudo é energia condensada, mas de qualquer forma como tudo pode se mover e realizar atos e façanhas, tudo é vivencia divina, criação que em verdade não existe, somos energia condensada que se move, que existe e se movimenta pela mesma energia não condensada, em resumo somos a mesma coisa em matéria ou não, apenas modificando o fato de que a energia condensada é mais pesada, e está sob a lei do tempo e espaço, então envelhece, tem problemas, e nesta causa de tempo e espaço ocorre o fenômeno carma, cumprimentos de leis que regem o universo, mesmo às energias de corpos desencarnados, que por esta lei não podem abandonar este sitio astral, estarão nesta orbe até quando ele deixar de existir como planeta de redenção?
Ai os que aqui estavam já cumpriram sua parte neste crescimento.
Mas por que temos de ficar nesta forma humana carnal, matéria condensada se não sabemos o que estamos aqui fazendo, creio que isto é pergunta de difícil resposta, de complexa conclusão e que diz respeito a cada ser em individual um pensamento, pois que muito se sabe sobre tudo, mas se sabe nada sobre si mesmo, e adotar o esquema de que todos são iguais em seu interior é um erro enorme, em vista da lei cármica somos todos diferentes, extremamente diferentes, e nesta maneira tosca de pensar adotamos a tática de embarcarmos no que outros dizem, nunca perguntando se está certo para mim também o que ele diz.
Somos compreensão, porem somos ingenuidade e não raciocinamos estas verdades que são reais a um, mas não nos cabe entende, não nos cabe aceitar, nem mesmo vivenciar para compreender, posto que fomos feitos a semelhança e igualdade de Deus, porem na caída dos anjos adotamos nossas falhas peculiares; e neste adotar nos tornamos diferentes uns dos outros, e uma oração uma ação não pode funcionar igualmente para todos, por causas cármicas e de entendimento de seu mundo interior e da forma que encara o mundo exterior.
Tudo é mero acaso de entendimento, forma estranha de vermos a nós; porem entendermos que somos da mesma matéria, em dado momento deste funcionamento universal, saberemos que pode haver uma formula mágica para todos, e se encontramos e concordarmos com este forma de pensar o planeta será salvo; ou melhor, poderá deixar de existir, pois seus habitantes já vivenciaram e se salvaram de seus pecados mais íntimos, e agora rumo à eternidade, ou a outro patamar evolutivo, outro planeta ou tipo de campo vibracional, que seja matéria ou não, poderão saber o que mais lhes falta para voltar ao corpo divino, voltar a ser Deus em essência, ser novamente composição deste corpo já que todos nós somos células vivas Dele.